Saltar para o conteúdo
celular_aprendizado_escolar

Qual é o impacto do uso do celular no aprendizado escolar?

Celular + sala de aula: uma equação que pode dar certo!

No momento de aprender, manter o celular longe diz respeito a uma atitude que, em regra, é aconselhável, considerando que o aparelho pode gerar distrações. Todavia, quando utilizado de maneira coerente e ordenada, o impacto do uso dos celulares no aprendizado pode ser profundamente positivo.

Muito embora pareça ser fácil destacar isso na teoria, as perguntas que surgem são: como validar isso na prática educacional? Como a escola pode e deve se preparar para tanto? E, afinal, qual é o papel desempenhado pela tecnologia na educação bilíngue?

Para ajudar a sua instituição de ensino a encarar o assunto da maneira certa e implementar a proposta de forma segura e eficaz, nós, do Edify, preparamos uma abordagem elucidativa e clara sobre o tema. Vamos compreendê-la?

Como deve ser visto o uso de celulares atualmente em sala de aula?

Frente ao forte desenvolvimento informacional e tecnológico que o mundo vem lidando e alcançando, não aderir à tecnologia é praticamente impossível. Já há um bom tempo e, na atualidade, mais ainda, precisamos das inovações tecnológicas para viver. E a repercussão disso também pode ser sentida na educação.

Por isso, surge a necessidade de olhar para a utilização dos aparelhos celulares em sala de aula a partir da ótica da possibilidade de obter bons resultados no processo de ensino-aprendizagem. Nesse sentido, existem dois fatores iniciais que devem ser observados.

O primeiro deles é que há uma ampliação dos meios de ensino, isso porque tendo um celular em mãos, o estudante pode recorrer a novas e diferentes ferramentas para pesquisar, entender e aprender ou revisar informações. O melhor é que isso tudo é feito de maneira rápida e dinâmica.

Além disso, trata-se de uma alternativa que empenha o aluno, considerando que as últimas gerações — conhecidas como os nativos digitais — têm um apego pela tecnologia. Assim, convém aproveitar este fato e empregar esse mecanismo de maneira agregadora.

Quais metodologias são beneficiadas com o uso da internet em aula?

Sem dúvidas, as metodologias ativas são as que conquistam maiores proveitos a partir da utilização da internet em aula. O escopo desse modelo de método preconiza, dentre outros elementos, a autonomia e o protagonismo do estudante no processo de aprendizagem, conferindo maior responsabilidade.

O manuseio da rede de conexão digital fortalece esse objetivo ao permitir que os alunos conheçam mais e melhor, adquiram domínio próprio e o discernimento necessário para utilizá-la de modo coerente e comprometido.

Para ficar mais claro, pense na infinidade de recursos que um aparelho eletrônico com acesso à internet pode proporcionar: conversor de moeda, volume, comprimento e peso; temperatura e elementos do clima; calculadora; bloco de notas e relógio.

Além disso, existem também os aplicativos diversos que vão desde a organização às ferramentas de tradução, dicionário, revisão textual e gramatical, banco de questões, plataformas com e-books e mais.

Agora reflita sobre como a utilização desses instrumentos fomenta o alargamento da capacitação dos estudantes, considerando que promovem ensinamentos que os meios tradicionais não conseguem proporcionar.

E por falar no assunto, entenda o que é e como aplicar a gamificação na educação!

Como a escola pode e deve se preparar?

O primeiro passo é entender, de fato, a sua relevância e não temer as mudanças. Convém, ainda, se preparar adotando algumas medidas como:

  • Invista em um projeto educacional que contenha a previsão sobre a implementação do uso de celulares em sala de aula;
  • Converse e capacite os professores para saberem lidar e manusear o novo mecanismo às finalidades da aula;
  • Direcione os discentes quanto a utilização do aparelho e estabeleça parâmetros limitadores e de responsabilidade;
  • Construa um ambiente de colaboração mútua entre estudantes e docentes;
  • Inclua os discentes no processo de implementação, a fim de entender o que melhor se encaixa para cada aluno;
  • Tenha um plano de supervisionamento para caso seja necessário utilizar.

Destaca-se, ainda, que por meio do uso da tecnologia para fins pedagógicos, ou seja, o uso da tecnologia educacional, é possível acompanhar e dimensionar a aquisição e retenção de conhecimento pelos estudantes.

Tecnologia e bilinguismo: como usar o smartphone no ensino bilíngue?

O maior ganho no uso dos gadgets revela-se no acesso aos aplicativos e às ferramentas que podem tornar o estudo e a aprendizagem de uma língua adicional muito mais fáceis, interativos e eficientes.

Em outros termos, é fornecer condições para a concretização do letramento digital, que representa a utilização de mecanismos digitais para que os estudantes possam ler, falar e escrever em outro idioma.

Os colégios que oferecem ensino bilíngue devem, necessariamente, incluir o uso de celulares em sala de aula, bem como de outros instrumentos tecnológicos, a fim de conectar as práticas educativas à realidade social e cultural a qual os estudantes estão inseridos.

E outro ponto que merece destaque é a extensão abrangente que vai além da ambiência escolar que o aparelho proporciona. Ou seja, o discente pode valer-se do dispositivo em qualquer hora e lugar, bastando tê-lo por perto, diferentemente do uso de materiais escolares convencionais, como cadernos, por exemplo.

A possibilidade de usar os aparelhos celulares em sala de aula nem sempre acarreta efeitos negativos. Em verdade, percebemos que quando sabiamente manejados, os gadgets auxiliam professores e estudantes no procedimento de ensinamento e aprendizado.

Além disso, é válido entender como as metodologias ativas, amplamente fomentadas e indicadas atualmente, e o ensino bilíngue podem ser beneficiados com a proposta e como implementá-la no ambiente escolar.

Então, se você deseja aperfeiçoar o sistema de ensino do seu colégio por meio da adesão adequada dos dispositivos tecnológicos, viabilizando o bilinguismo satisfatório aos seus estudantes, clique no banner abaixo para conhecer nossos programas que desenvolvem as habilidades linguísticas a partir de ferramentas tecnológicas. Até a próxima!

Diferencie a sua escola!
Compartilhe esse texto!

Veja textos relacionados:

captacao_de_alunos

Captação de alunos: ferramentas de marketing para escolas

O cenário da educação vem enfrentando diversas mudanças, assim como outros segmentos do mercado (não precisamos repetir aquela história batida da maior empresa de transporte de passageiros do mundo não possuir veículos em sua frota,…

parceria_de_negocios

Parceria de Negócios: Qual a Opinião dos Parceiros do Edify

No mundo empresarial, uma parceria de negócios bem-sucedida vai muito além de uma simples transação comercial; envolve confiança mútua, comprometimento e uma visão compartilhada de sucesso. No caso do Edify, uma empresa focada em soluções…