Saltar para o conteúdo
tendencias_educacionais

Tendências educacionais e inovações para o ensino pedagógico em 2024

Os últimos anos testemunharam uma profunda transformação social impulsionada por fatores significativos. A pandemia do coronavírus, juntamente com o avanço constante da tecnologia, alterou substancialmente nosso modo de vida e impactou diversas áreas, incluindo a educação. Essas mudanças geraram uma reconfiguração no ensino, levando a uma busca incessante por inovações e tendências que atendam às demandas de um mundo em constante evolução.

Quem conhece o dia a dia das salas de aula sentiu na pele como os últimos acontecimentos modificaram a relação de ensino com os alunos, o processo de aprendizagem e muitas das metodologias utilizadas.

A expectativa dos pesquisadores é que o mundo siga em constante evolução, principalmente no que diz respeito ao uso de tecnologia, por isso, separamos as principais tendências da educação para o ano.

9 tendências educacionais para 2024

1. Ensino personalizado

Esse método será cada vez mais exigido para se reter a atenção do aluno. Quando o ensino é personalizado, a criança e o adolescente se sentem parte do processo e dedicam mais atenção ao conteúdo — o que aumenta o grau de interesse e facilita o processo de aprendizagem, gerando resultados positivos.

2. Ensino híbrido

Muito falado durante o período pandêmico, o ensino híbrido consiste em disponibilizar aulas e tarefas também em ambiente digital, não se restringindo ao ensino presencial. Nesse tópico, as tecnologias, novamente, ganham grande destaque; somente por meio de ferramentas e plataformas específicas é possível desenvolver o ensino híbrido com qualidade.

Aqui, o Edify Play, plataforma desenvolvida pelo Edify, é uma ótima forma de colocar essa tendência em prática na sua escola.

Essa modalidade segue em alta e deve se manter também nos próximos anos.

3. E-learning Aprimorado

A modalidade de ensino a distância ganha maior destaque, impulsionada por uma infraestrutura tecnológica robusta. Big data, inteligência artificial e outras ferramentas de TI promovem a autoaprendizagem em um ambiente online dinâmico.

4. Microlearning Estratégico

O método de dividir o conteúdo em partes menores e mais objetivas, conhecido como microlearning, é adotado de forma estratégica. Isso permite uma compreensão mais eficiente do material em curtos períodos, com linguagem simples e direta.

5. Educação Socioemocional Ampliada

A abordagem socioemocional vai além das normas convencionais, incorporando discussões sobre saúde mental, ansiedade, empatia e preocupações socioambientais. Preparar os alunos para os desafios da vida torna-se uma prioridade educacional.

6. Realidade Virtual Integrada

Embora ainda não seja parte da rotina diária, a realidade virtual e aumentada são mantidas no radar. Essas tecnologias imersivas proporcionam um ambiente educacional envolvente, facilitando a absorção do conhecimento de maneira única.

7. Gamificação para Engajamento

A gamificação entra em cena como uma ferramenta poderosa para aumentar o engajamento dos alunos. Elementos de jogos, como recompensas e desafios, transformam a aprendizagem em uma experiência lúdica, promovendo a colaboração e o desenvolvimento de habilidades práticas.

É o caso do Edify Play, um app gamificado que está revolucionando o ensino de inglês nas escolas.

Conheça o Edify Play!

8. Inteligência Artificial na Avaliação

A inteligência artificial assume um papel significativo na avaliação do desempenho dos alunos. Algoritmos personalizados oferecem feedbacks detalhados, identificando áreas específicas que necessitam de aprimoramento, enquanto a personalização do ensino é otimizada de acordo com o ritmo de aprendizagem individual.

9. Inovação na Formação de Professores

A formação de professores evolui para incorporar as últimas tendências e tecnologias educacionais. A preparação dos educadores para integrar efetivamente essas inovações no ambiente de sala de aula torna-se crucial para o sucesso da implementação dessas tendências.

Tecnologia Assistiva na Educação: Um Catalisador para a Inclusão e Tendências Educacionais

Além das tendências mencionadas, a ascensão da tecnologia assistiva se destaca como um fator transformador na educação de 2024. Ferramentas como leitores de tela, softwares de reconhecimento de voz e dispositivos adaptativos estão revolucionando a experiência de aprendizado para alunos com necessidades especiais. A tecnologia assistiva não apenas elimina barreiras, permitindo a participação plena de todos os estudantes, mas também contribui para a promoção da inclusão em ambientes educacionais diversos.

Desenvolvimento Docente para a Inclusão e Diversidade

Colaboração Global e Aprendizado Interativo: Expandindo Horizontes Educativos

A colaboração global entre estudantes e educadores de diferentes partes do mundo torna-se uma realidade cada vez mais presente em 2024. Plataformas online e ferramentas de comunicação facilitam a interação e o compartilhamento de conhecimento além das fronteiras físicas das salas de aula tradicionais. Essa abordagem não apenas enriquece a perspectiva dos alunos, mas também os prepara para um ambiente globalizado, onde a colaboração é essencial para enfrentar desafios complexos.

Desenvolvimento de Habilidades do Século XXI: Preparando Alunos para o Futuro Profissional

A educação em 2024 está cada vez mais centrada no desenvolvimento de habilidades do século XXI. Além do foco tradicional no conhecimento acadêmico, as instituições estão priorizando habilidades como pensamento crítico, resolução de problemas, comunicação eficaz e colaboração. Os alunos são incentivados a aplicar essas habilidades em projetos práticos e situações do mundo real, preparando-os não apenas para o sucesso acadêmico, mas também para se destacarem em ambientes profissionais dinâmicos e inovadores. Essa abordagem visa criar aprendizes autônomos e adaptáveis, prontos para prosperar em uma sociedade em constante evolução.

Como colocar tendências educacionais em prática

O primeiro passo é sempre fazer do ambiente pedagógico um espaço aberto ao diálogo e multidisciplinar em ideias e formatos de ensino. Colocar as novidades da tecnologia em discussão e trocar informações diretamente com quem está na linha de frente da sala de aula é fundamental para iniciar qualquer processo de modernização do ensino.

No mercado educacional vem se criando uma cultura de currículo de transição. Esse método propõe adaptar todo o ambiente escolar para as inovações, e isso envolve desde a estrutura física até a organização do trabalho pedagógico, o que favorece a equipe escolar, que terá envolvimento em todo o processo até a prática.

Para se explorar os benefícios dessa adesão, mais uma vez, o estudo deve envolver os vários atores do processo ensino-aprendizagem. Devem ser discutidos os pontos positivos do estudante, como obter melhores resultados em fixação de conteúdo e evolução pedagógica, como isso pode impactar a didática do corpo docente, quais as mudanças necessárias e como isso, na verdade, pode facilitar o dia a dia dos professores. Além disso, os alunos também participam do processo de execução, garantindo maior afinidade com as novas formas de aprender.

Depois de uma estrutura coesa de entendimento de ferramentas, apresentação e compreensão de toda equipe, é hora de encontrar parceiros estratégicos que possam propor esse nível de tecnologia para o ensino a ser desenvolvido na unidade de educação. Nesse ponto, o Edify pode ajudar e muito.

Com especialização no ensino bilingue, conseguimos levar muitas dessas tendências já envolvidas no plano de trabalho. Os dispositivos integrados no programa, por exemplo, têm foco em personalização do ensino em uma plataforma 100% digital e editável, que busca envolver o aluno em conteúdos gamificados. Toda estrutura digital já é inserida com o programa e todo suporte é oferecido aos professores. O Teacher’s Toolkit é um exemplo disso para quem quer saber mais.

Agora você já sabe quais são as tendências educacionais para 2023 e como colocá-las em prática. Continue lendo o blog do Edify para mais conteúdos como este.

Diferencie a sua escola
Compartilhe esse texto!

Veja textos relacionados:

dia do folclore

Dia do Folclore: Como Comemorar na Escola

O Dia do Folclore, celebrado em 22 de agosto, é uma data que nos convida a mergulhar nas tradições, lendas, mitos e costumes que fazem parte da identidade cultural de um povo. No Brasil, o…

educacao_bilingue_aulas_ingles

Carga horária: entenda por que educação bilíngue não é só aumentar as aulas de inglês

Muitas vezes, quando pensamos em educação bilíngue, a primeira imagem que nos vem à mente é a de crianças frequentando aulas de inglês por mais tempo do que o comum. No entanto, é fundamental entender…