Saltar para o conteúdo
reuniao_de_pais

Reunião de pais: dinâmicas e como gerenciar as expectativas quanto ao Programa Bilíngue

A reunião de pais em escolas com programa bilíngue é fundamental não apenas para se comunicar informações mais completas sobre o programa de forma efetiva, mas também para promover a parceria ativa e colaboração entre a escola e a família. Para tal, a equipe escolar precisa estar bem preparada para dois aspectos principais: a escolha de dinâmicas, que engajem as famílias, e o gerenciamento das expectativas de pais e responsáveis quanto ao programa bilíngue. Vamos juntos entender algumas dessas dinâmicas, bem como compreender tais expectativas.

Conteúdo do Post

Dinâmicas para reunião de pais

A realização de dinâmicas nas reuniões de pais ajuda a manter os responsáveis mais engajados, fazendo com que o ambiente fique mais interativo e participativo. Isso aumenta a probabilidade de os pais se envolverem ativamente nas discussões e atividades propostas. Seguem algumas sugestões:

Quizzes

Pode-se usar aplicativos ou plataformas online, que ofereçam quizzes interativos em tempo real, como, por exemplo, o Kahoot. Pode-se também simplesmente mostrar as perguntas e opções de respostas em slides. Os pais podem responder individualmente ou em pequenos grupos. As perguntas devem estar voltadas para temas relevantes relacionados à educação bilíngue,  seus benefícios e importância do bilinguismo na sociedade atual, na vida acadêmica e no mercado de trabalho. As perguntas podem variar de acordo com as faixas etárias dos alunos e o quiz pode ser feito em ambos os idiomas. Ao final deste artigo, há modelos de quizzes que podem ser adaptados para a realidade da escola em questão.

Aula demonstrativa

Converse com seus professores e organize uma breve demonstração de uma aula oferecida pelo programa bilíngue. Isso permitirá que os responsáveis tenham um melhor entendimento da experiência do aprendizado dos seus filhos.

Workshop de recursos

Realize um workshop com os recursos educacionais bilíngues oferecidos pelo programa, como livros didáticos, aplicativos, sites e demais materiais de estudo. Os pais podem explorar esses recursos e obter informações sobre como podem apoiar seus filhos em casa.

Atividades interativas

Ofereça aos pais a oportunidade de participar de atividades interativas que demonstrem a diversão e os desafios de se aprender uma língua adicional, tais como board games, jogos de palavras cruzadas, quebra-cabeças, charadas e atividades de dramatização.

Apresentações de Alunos

Permita que os alunos mostrem aos pais o que aprenderam no programa bilíngue, como realizar um show & tell moment, cantar músicas em inglês, apresentar resultados de projetos, realizar peças de teatro curtas, entre outros.

Exibição de Projetos dos Alunos

Exponha projetos e trabalhos dos alunos relacionados ao programa bilíngue em uma galeria na escola. Os pais podem caminhar pelo espaço de exibição, observar os trabalhos e discutir sobre eles em ambos os idiomas. Os alunos podem apresentar um resumo dos projetos em inglês.

Sessão de Contação de Histórias Bilíngue

O professor, junto com os alunos,  fazem uma sessão de contação de histórias bilíngue. Eles podem contar uma história em inglês e depois repetem as ideias principais da  mesma história em português, envolvendo os pais em ambas as narrativas.

Oficinas de Pronúncia

Prepare breves oficinas, onde os pais possam praticar a pronúncia  correta de palavras em inglês. Isso pode ajudar os pais a se sentirem mais confiantes com o processo de aprendizagem de seus filhos.

Na reunião de pais, além das dinâmicas para envolvê-los, é necessário também gerenciar suas expectativas quanto ao programa bilíngue, o que exige uma abordagem cuidadosa e transparente para uma experiência positiva de todos os envolvidos. Vejamos algumas estratégias:

Gerenciamento de expectativas do programa bilíngue na reunião de pais

O primeiro passo no gerenciamento de expectativas é fornecer informações claras e diretas sobre os objetivos do programa, as abordagens de ensino utilizadas em diferentes faixas etárias, os padrões de desempenho esperados, bem como o progresso dos alunos. Tal evolução envolve tanto o progresso acadêmico, como o linguístico. Isso pode ser feito, por exemplo, por meio de relatórios de desempenho e reuniões individuais, onde os pais podem esclarecer possíveis dúvidas.

É importante que os responsáveis estejam cientes dos benefícios tangíveis do ensino bilíngue para crianças e adolescentes. Isso pode ser feito mediante a exibição de resultados de pesquisas sobre oportunidades futuras de carreira, disponibilização de artigos sobre o tema e depoimentos de pais e alunos sobre experiências positivas relacionadas ao aprendizado bilíngue. O compartilhamento de histórias de sucesso de alunos do programa é uma boa forma de ilustrar como o aprendizado de uma língua adicional tem um impacto positivo em suas vidas.

Um outro aspecto desafiador é que, muitas vezes, os responsáveis têm expectativas muito altas e querem ver os seus filhos se tornarem bilíngues em curto espaço de tempo. Dessa forma, é imprescindível deixar claro que o progresso é gradual e individual, destacando que o sucesso no programa bilíngue vai além do domínio da língua em si, incluindo também o desenvolvimento de competências e habilidades socioemocionais, cognitivas, sociais e culturais.

É interessante mencionar que ser bilíngue não pressupõe que os alunos vão saber traduzir tudo aquilo que aprenderam. E nem devem! A tradução exige técnicas específicas que não são trabalhadas em um programa bilíngue e sim em cursos especializados.

Muitos responsáveis sentem a necessidade de dar um suporte adicional em casa para acompanhar o progresso de seus filhos. Logo, a escola pode mostrar aos pais como conduzir as atividades extracurriculares oferecidas pelo programa bilíngue, bem como ofertar workshops para pais sobre estratégias de aprendizagem de uma língua adicional. Isso ajuda as famílias a ficarem mais tranquilas e confiantes.

Para se entender com mais clareza o nível de expectativa dos pais, é importante a solicitação de um feedback regular sobre o programa bilíngue, pois isso demonstra um comprometimento com a melhoria contínua, além de ajudar na manutenção de uma relação de confiança com os pais.

Benefícios da educação bilíngue: o que dizer para os pais

Nas reuniões de pais, é fundamental que os pais entendam os  aspectos cognitivos que são contemplados na educação bilíngue. Entre eles estão:

Atenção

Crianças e adolescentes bilíngues utilizam mecanismos de atenção muito mais vezes do que os monolíngues e são capazes de trabalhar melhor em situações de tomada de decisão e em situações de distração.

Memória

Uma das razões para se começar a aprender uma outra língua mais cedo é a quantidade de tempo que a criança/adolescente fica exposta à língua. Isso ajuda o cérebro a registrar novos sons, vocabulário e estruturas gramaticais, desenvolvendo e aumentando a capacidade da memória.

Flexibilidade cognitiva

O cérebro bilíngue está constantemente desafiado a se comunicar em sistemas de linguagens distintas, aumentando sua capacidade de negociar, interpretar significados e solucionar problemas.

Alternância linguística

Ao falar, escutar ou escrever, o cérebro bilíngue fica ocupado, procurando selecionar a palavra mais adequada e bloqueia o mesmo termo da outra língua, o que é uma complexa tarefa de controle executivo, chamada de atenção seletiva.

Plasticidade cerebral

Crianças e adolescentes têm mais plasticidade cerebral e aprendem de uma forma mais natural, através da criação e desenvolvimento constante das sinapses. Assim, quando o aprendizado de idiomas começa mais cedo, a criança e o adolesente têm mais tempo para praticar e ter uma experiência mais intensa com a língua, o que contribui para maior fluência. Soma-se a isso, o fato de as informações linguísticas ficarem armazenadas com mais solidez na memória de longo prazo. Porém, o tempo de exposição à língua não é suficiente. A intensidade também é fundamental. Os alunos precisam da oportunidade de serem expostos à língua diariamente, de forma contínua.

Ampliação de vocabulário

Um dos aspectos mais impressionantes do desenvolvimento da linguagem em crianças e adolescentes é o rápido crescimento do vocabulário. Eles tendem a imitar e praticar os sons a que são expostos e aprendem a partir de suas experiências linguísticas.

Aprender mais cedo é melhor quando o aprendizado é:

  • Natural.
  • Contextualizado, parte de um evento real.
  • Interessante e agradável.
  • Relevante.
  • Social.
  • Pertence e tem um propósito para a criança e o adolescente.
  • Baseia-se não apenas naquilo que a criança e o adolescente sabem, mas também traz desafios.
  • Recebe o suporte adequado.
  • Parte de um todo coerente.
  • Multissensorial.
  • Ativo e experiencial.
  • Memorável.
  • Oferecido em uma atmosfera de aprendizagem relaxada e calorosa.

Na reunião de pais, ao implementar as estratégias previamente descritas, gerenciar as expectativas de forma realista e positiva e apresentar conhecimentos detalhados sobre os benefícios de uma educação bilíngue, a parceria entre família e escola fica fortalecida, garantindo assim o sucesso de um aprendizado eficaz.

Autor: Andreia Fernandes

Aumento de mensalidade: como comunicar aos pais de forma eficaz
Compartilhe esse texto!

Veja textos relacionados:

bett_educar

Bett Educar: Edify traz inovação e bilinguismo

Entre os dias 08 e 11 de maio o Edify participou da maior feira internacional de educação da América Latina, a Bett Educar. Saiba como foi o evento!

gamificacao_na_escola

Gamificação na escola: a reação dos gestores escolares com o Edify Play

A gamificação na escola se tornou uma revolucionária abordagem educacional, proporcionando uma experiência de aprendizado mais envolvente e participativa. No centro dessa inovação, encontra-se o Edify Play, uma ferramenta que não apenas adota a gamificação,…