Saltar para o conteúdo
projeto_educacional_bilingue_para_escola

Por que investir em um projeto educacional bilíngue para sua escola?

Por acaso, você já ouviu a frase “Se você não sabe para onde ir, qualquer caminho serve”? É bem provável que sim, afinal, ela foi retirada de um clássico da literatura mundial: “Alice no país das maravilhas”, que muito embora seja considerada uma obra infantojuvenil, trata-se de um livro com forte teor filosófico, e a passagem em questão é uma das mais marcantes da obra de Lewis Carroll.

Dentre as reflexões que podem ser alcançadas a partir disso, está o valor que o bom e adequado planejamento desempenha na busca por resultados significativos. Nessa linha de raciocínio, temos o projeto educacional bilíngue enquanto elemento essencial para estruturar adequadamente aquilo que será abordado no ensino da língua adicional e, assim, viabilizar a aprendizagem significativa de um segundo idioma.

Hoje, o post do Edify é para você entender o que é um projeto educacional, qual a sua importância e como elaborar o ideal para a sua instituição de ensino. Prossiga a leitura para conferir!

O que é um projeto educacional?

O primeiro ponto a ser destacado sobre o tema é que, também conhecido como projeto pedagógico, este é um plano de caráter obrigatório conforme as disposições trazidas pelo artigo 14 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), que conta com os seguintes termos:

Art. 14. Os sistemas de ensino definirão as normas da gestão democrática do ensino público na educação básica, de acordo com as suas peculiaridades e conforme os seguintes princípios.

I – participação dos profissionais da educação na elaboração do projeto pedagógico da escola

Ou seja, os colégios precisam contar com um programa de estruturação educacional. Assim, o objetivo da proposta é estabelecer, organizar e seguir uma estratégia de ação para que a aprendizagem dos estudantes se dê de maneira sistematizada e coerente.

Imagine que os gestores e os professores devam traçar um mapa que conduzirá a instituição a nortear os discentes pelo caminho mais adequado e, dessa forma, evitar que sejam percorridos atalhos que se percam durante o percurso. É como preparar um roteiro e segui-lo com aplicabilidade, mas também com flexibilidade.

E quais são os itens presentes nele?

O plano educacional deve considerar as atualizações anuais da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e, a partir disso, estruturar as informações gerais e particulares que identificam o colégio e o seu sistema de ensino. Assim, convém indicar as diretivas, as metas e os objetivos da escola.

Além disso, deve constar um modelo ideal de currículo, com a indicação dos conteúdos que serão ensinados aos estudantes e as metodologias e os recursos que serão aplicados para tanto. Ainda, estabelecer o método de avaliação.

Existe a necessidade de também designar as divisões das equipes, os detalhes administrativos e técnicos e os contextos específicos aos quais será submetido o programa pedagógico. E, enfim, listar as referências, os exemplos e as bibliografias que sustentam a proposta.

Qual é a importância de investir em um projeto educacional?

Tendo em mente o que representa um planejamento de educação e sobre o que ele discorre, você pode estar se perguntando em que medida se dedicar a fazer e cumprir um gerenciamento como este pode trazer bons frutos para a instituição de ensino, bem como aos estudantes.

Vejamos, de modo organizado, algumas das vantagens que evidenciam a relevância desse processo organizacional educativo:

  • Organização da rotina da escola;
  • Qualidade do processo de ensino-aprendizagem;
  • Maior precisão das metas e dos propósitos;
  • Assertividade na atuação pedagógica;
  • Norteamento, agilidade e adaptação no cumprimento do plano educacional;
  • Visualização ampla e adequada do ambiente e seus contextos;
  • Identificação de arestas e antecipação de problemas;
  • Valorização da relação entre escola-estudante-família por meio do acesso à proposta;
  • Senso de integração e proximidade entre docentes;
  • Aumento da responsabilidade e autonomia dos estudantes;
  • Criação de uma ambiência coesa, disciplinada, flexível e bem estruturada;
  • Promoção de experiências marcantes, ricas e efetivas;
  • Alcance de resultados expressivos;
  • Entre outras.

Com isso, a sua instituição de ensino pode oferecer um serviço de qualidade e os estudantes podem obter maior desempenho, além de obter componentes cruciais para aumentar as chances de sua escola alcançar destaque no nicho educacional e conquistar a estima de clientes e atrair novos.

Leia também sobre a inovação educacional por meio da integração curricular no contexto bilíngue.

Como elaborar um projeto educacional bilíngue?

O planejamento educacional, quando destinado especificamente para que os estudantes possam aprender um segundo idioma — em especial menção, aquele considerado como o franco e, praticamente, universal, isto é: a língua inglesa —, deve traçar um percurso em que estejam englobados o ensino adequado e o aprendizado satisfatório da língua.

Assim, ter um plano pedagógico possibilitará que haja o domínio concreto cuja utilização prática irá satisfazer as necessidades básicas como falar, ler e escrever, mas também ir além e obter sucesso em pesquisar, interagir, interpretar e ter uma visão ampla de mundo por meio do bilinguismo.

E o que podemos perceber é que, para atingir a integração do inglês, é importante ter programas habilitados e efetivos indicados na proposta e executados ao longo do processo educacional.

O Edify conta com programas bilíngues que ampliam a base linguística sólida em inglês, formando alunos multidisciplinares. Nesse sentido, podemos elencá-los:

  1. Premium;
  2. Essential;
  3. To Hack;
  4. Novo Ensino Médio.
Conheça os nossos programas bilíngues!

Conte com o Edify para implantar um projeto bilíngue na sua escola!

Os programas do Edify podem propiciar o dinamismo essencial à aquisição do conhecimento por meio da interface entre diferentes disciplinas e as comparações dos idiomas a partir delas.

Além disso, facilitam o aperfeiçoamento bilíngue por serem focados na capacitação dos docentes, no conteúdo inovador e na mensuração de resultados. Consequentemente, a sua instituição de ensino pode obter êxito ao implantá-los.

Entendemos e visualizamos o que significa um planejamento educacional e a sua relevância. Além disso, compreendemos os elementos que compõem a proposta pedagógica e como implementá-la no processo de ensino-aprendizagem do idioma adicional.

Agora, é hora de você instituir essas medidas na sua instituição educacional, para isso, conte conosco. Continue acompanhando o blog e fique por dentro dos temas mais variados da educação e do bilinguismo. Até a próxima!

Diferencie a sua escola!

Referências:

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 23 set. 2022.

CARROL, Lewis. Alice no país das maravilhas. Rio de Janeiro: Editora Bibliomundi Serviços Digitais, 2022.

Compartilhe esse texto!

Veja textos relacionados:

projeto_bilingue

Projeto Bilíngue: O que é e como funciona?

Com a globalização cada vez mais presente em nossas vidas, a importância do aprendizado de línguas estrangeiras tem se destacado no cenário educacional. Nesse contexto, o projeto bilíngue tem se tornado uma abordagem popular para…

pessoa_bilingue

Pessoa bilíngue: como se tornar uma?

Uma pessoa bilíngue é aquela que tem fluência em duas línguas. Mas quando, exatamente, uma pessoa se torna bilíngue? Ser bilíngue é uma habilidade valiosa em um mundo cada vez mais globalizado. Aprender uma segunda…