Saltar para o conteúdo
plano_escolar

Como um plano escolar pode ser o segredo do sucesso em 2024?

Toda escola está sujeita a se deparar com situações inesperadas que parecem tirar todos os processos do eixo. No entanto, ainda que não seja possível prever toda e qualquer adversidade, um bom plano escolar garante que sua instituição esteja preparada para lidar, de maneira rápida e efetiva, com os imprevistos. É por isso que o Edify preparou este conteúdo, para falar sobre o plano escolar em 2024, afinal, a nossa felicidade é o seu sucesso!

O planejamento escolar é uma ferramenta fundamental para nortear o funcionamento da escola durante o ano letivo. A partir dele, define-se o que será ensinado, quem serão os responsáveis por cada função, além de questões burocráticas e administrativas. Sendo assim, prossiga com a leitura e entenda como um plano escolar pode ser o segredo do sucesso da sua gestão. Leia até o final!

O que você ganha quando faz um bom plano escolar?

Antes de tudo, é importante que você saiba por que deve prosseguir com esta leitura. Por isso, selecionamos um top 3 exclusivo sobre o que você tem a ganhar com um plano escolar bem feito.

1.  Organização

A organização favorece a gestão não somente do ponto de vista da rotina diária, mas, especialmente, do ponto de vista estratégico. Por meio dela, é possível fixar um encontro com todo corpo docente, a fim de se reavaliar o que foi feito no último ano e identificar o que deu certo e o que pode ser melhorado.

Uma vez que essas informações estão dentro de um planejamento, este passa a nortear as decisões gestoras e ficar como meta para toda a equipe. Aliás, é fundamental que o desfecho desse bate-papo seja um cronograma de ações e etapas, com prazo de entregas e responsáveis. Assim, é mais fácil tirar as ideias do papel e concretizá-las de forma ágil e efetiva.

2.  Transparência

Com o plano estabelecido, é muito mais simples criar um ambiente harmônico entre pais e professores, uma vez que o documento esclarece, para todos os envolvidos no processo de ensino ao aluno, quais passos serão tomados naquele ano letivo e, ainda, com qual objetivo cada uma das etapas irá acontecer.

Além de dar clareza ao que é planejado, o diálogo entre os diferentes atores desse processo é pautado em dados e informações que já foram analisados e organizados, servindo como uma base sólida de construção de trabalho. Sem contar o alinhamento de expectativa, em que fica clara a linha entre o que se espera e o que vai ser realizado.

3.  Evolução constante

Com os direcionamentos escritos e aplicados, é possível ter uma noção exata dos pontos altos do ano e, ao mesmo tempo, garantir que cada um deles seja reavaliado. Uma parte crucial de qualquer planejamento é a revisitação, a fim de se entender se os objetivos permanecem ou se, no meio do caminho, algo inesperado ocorreu, tornando necessário um alinhamento de rota.

Por isso, são recomendadas reuniões mais robustas (trimestrais ou semestrais) para se acompanhar cada parte do desenvolvimento do plano e, então, manter ou ajustar o que foi previamente pensado, garantindo a evolução constante da unidade escolar.

7 ferramentas para o planejamento escolar

8 pontos que não podem faltar para que o seu plano escolar seja um sucesso:

1.   Calendário escolar

Esse é o ponto de partida, afinal, para se definir o que fazer, é importante saber qual o tempo hábil para a tarefa. Então, é o momento de bater cada data no calendário: dias letivos, feriados nacionais, feriados municipais, emendas previstas, eventos escolares, programação extracurricular, reunião de pais, semana de provas, excursões e por aí vai.

Tudo deve ser definido com antecedência, garantindo previsibilidade, boa organização e uma execução efetiva do plano.

Nesse sentido, agendas on-line são ferramentas interessantes, assim, professores, pais e alunos podem ter o mesmo calendário de referência.

2.   Organização de alunos e turmas

Esse passo envolve a estrutura física, mas não somente. Diante do espaço da unidade escolar e da quantidade de salas disponíveis, é possível prever a quantidade máxima e mínima de operação. Porém, é importante que diversas variáveis sejam levadas em conta nessa distribuição.

Em primeiro lugar, deve-se avaliar a faixa de ensino que será enfatizada na administração escolar; em seguida, realizar a divisão de turma e definir a quantidade de alunos para cada uma delas; após isso, será preciso ajustar os períodos disponíveis para cada uma dessas turmas; e, por fim, fazer a distribuição das aulas entre os professores.

Parece simples, mas só parece. É preciso se debruçar nesse ponto para avaliar os aspectos de vantajosidade financeira e, também, recursos humanos, sinalizando as cargas horárias, escalas, folgas, janelas etc.

3.   Conteúdo pedagógico

Esse é o pilar principal do plano escolar, em que ocorre a distribuição dos conteúdos didáticos de forma que fiquem evolutivos e, ao mesmo tempo, mantenham o nivelamento de aprendizagem, a fim de que cada turma tenha uma progressão conjunta.

Esse também é o momento de definir os projetos a serem trabalhados no ano, quais temáticas serão aproveitadas, quais ferramentas serão necessárias e quais objetivos de performances se espera alcançar por parte dos alunos.

4.   Materiais essenciais

Como falado no tópico acima, é importante verificar os recursos necessários para desenvolver o plano escolar. Além de pensar nisso durante o alinhamento dos projetos do ano, é fundamental que esse olhar também se dê de forma macro, visualizando todas as tarefas e metas da unidade escolar.

Além dos benefícios já discutidos, é crucial considerar outras áreas de foco e aprimoramento para garantir que a instituição esteja preparada para os desafios do cenário educacional em constante evolução.

5.   Tecnologia Educacional e Inovação

O avanço da tecnologia tem transformado significativamente a forma como aprendemos e ensinamos. Incorporar a tecnologia educacional ao plano escolar pode ser um diferencial para o sucesso da instituição em 2024. Ferramentas interativas, plataformas online e recursos digitais podem enriquecer o processo de ensino-aprendizagem, tornando as aulas mais envolventes e eficazes.

Investir em capacitação para os professores em relação ao uso de tecnologias educacionais também é fundamental. A formação contínua permitirá que os educadores utilizem as ferramentas disponíveis de maneira eficiente, promovendo uma abordagem inovadora no ensino.

6.   Educação Socioemocional

A importância da educação socioemocional tem sido cada vez mais reconhecida no contexto escolar. Integrar estratégias que promovam o desenvolvimento das habilidades socioemocionais dos alunos pode contribuir significativamente para o sucesso acadêmico e pessoal. O plano escolar em 2024 pode incluir a implementação de programas e atividades que visem o aprimoramento da inteligência emocional, empatia e habilidades de resolução de conflitos.

Promover um ambiente escolar que valorize não apenas o desempenho acadêmico, mas também o bem-estar emocional dos alunos pode resultar em uma comunidade mais saudável e engajada.

7.   Sustentabilidade e Responsabilidade Ambiental

Diante dos desafios ambientais globais, a incorporação de práticas sustentáveis no plano escolar é uma tendência relevante para 2024. Iniciativas que promovam a conscientização ambiental, a redução de resíduos e a eficiência energética podem não apenas contribuir para a preservação do meio ambiente, mas também educar os alunos sobre a importância da responsabilidade ambiental.

A criação de parcerias com organizações locais e a participação em projetos de sustentabilidade podem enriquecer o aprendizado dos alunos e reforçar os valores éticos da instituição.

8.   Envolvimento da Comunidade Local

Um plano escolar bem-sucedido não se limita às fronteiras da instituição. Integrar a comunidade local no planejamento pode fortalecer os laços entre a escola, os alunos e seus responsáveis. Eventos, projetos comunitários e parcerias com empresas locais podem proporcionar oportunidades de aprendizado prático, ao mesmo tempo em que fortalecem a reputação e a relevância da escola na comunidade.

Incentivar a participação ativa dos pais na educação de seus filhos e promover uma comunicação aberta e transparente pode criar um ambiente favorável ao desenvolvimento integral dos estudantes.

Tendências Educacionais e Parcerias Estratégicas: O Papel do Edify na Transformação do Ensino

Também é importante que se leve para a mesa de discussão as tendências na educação. O que o Brasil e o mundo estão percebendo como relevante na forma de educar e o que pode ser um diferencial competitivo para seu negócio, como a inclusão de novos softwares, novas contratações ou, ainda, um novo modelo de ensino, como o ensino bilíngue.

Nesse sentido, o Edify se torna um parceiro estratégico da escola, porque, além de oferecer a solução completa de inclusão do modelo bilíngue, oferece diversas ferramentas tecnológicas para que essa transição seja mais fácil para a escola e mais encantadora para os alunos. São livros, atividades, games que fazem com que o ensino seja mais leve e eficaz.

Para a escola, além de todo o suporte pedagógico e a qualificação dos professores, ainda garante introdução em um mercado crescente.

Segundo dados da Associação Brasileira do Ensino Bilíngue (Abebi), o número de escolas bilíngues já aumentou cerca de 10% no país.

Tendo isso em mente, já podemos seguir com os modelos de organização para esse plano escolar de sucesso.

Tipos de plano escolar

Existem dois tipos básicos de planejamento escolar: participativo e estratégico. Vamos conhecer um pouco como funciona cada um deles?

Plano escolar participativo

No planejamento participativo, o plano escolar é construído com a participação de toda a comunidade escolar: docentes, pais, alunos etc. Esse processo é extremamente importante para se identificar questões tanto da realidade interna da escola quanto externa.

Plano escolar estratégico

O planejamento estratégico concentra as decisões nas mãos do gestor e é mais focado em questões como mercado, metas, investimento e satisfação do cliente. Nesse tipo de plano, a análise de dados quantitativos e qualitativos tem um grande peso!

Qual tipo de plano escolar é melhor?

Pode ser que, agora, tenha batido a seguinte dúvida: qual plano escolher para a minha escola? E a resposta vai depender da realidade da sua instituição. Se já existe um processo participativo eficiente e a comunidade escolar se mostra satisfeita e contemplada com as decisões tomadas, no entanto, você vê que as metas não estão atingindo os níveis desejados, uma boa ideia é concentrar forças no planejamento estratégico.

Agora, se suas metas estão em dia e os números só trazem notícias boas, mas o feedback de alunos e professores não é dos melhores, considere dar uma atenção maior ao planejamento participativo. Além de contribuir para o melhor funcionamento da escola, a participação dos alunos nas tomadas de decisão também faz com que eles experimentem a democracia na prática e se tornem cidadãos mais engajados!

O cenário ideal é equilibrar os dois tipos de planejamento, valorizando o que cada um acrescenta de melhor. Afinal, como sempre destacamos no Edify, gerir uma instituição de ensino é um processo integrado, que envolve tanto a área administrativa quanto um plano pedagógico bem estruturado. E é aí que entra a gestão pedagógica.

E o planejamento pedagógico?

Uma boa gestão pedagógica é fundamental para o sucesso de qualquer instituição de ensino. O ensino híbrido e mesmo a volta ao ensino presencial demandaram constante reavaliação e adequação de metodologias para se adaptar às diferentes realidades dos alunos e das próprias instituições.

Sendo assim, a estruturação do plano pedagógico é um passo essencial para se ter controle do que acontece na instituição e garantir o sucesso escolar em 2024!

O que é planejamento pedagógico, afinal?

O planejamento pedagógico é tão importante que sua realização é assegurada pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) de 1996. Muitas vezes chamado de projeto pedagógico, projeto político-pedagógico ou projeto educativo, o plano pedagógico é um documento de referência para desenvolvimento da grade curricular, organização e utilização de espaços e recursos, entre outras orientações para o bom funcionamento da escola.

Ter diretrizes concretas é fundamental para que os professores possam realizar um bom trabalho e os alunos continuem tendo acesso aos melhores recursos, seguindo seu caminho para o sucesso.

A importância de inovar no planejamento pedagógico em 2024

Em um cenário educacional em constante evolução, a importância de inovar no planejamento pedagógico em 2024 vai além da mera introdução de tecnologias ou metodologias tradicionais. A adoção de abordagens inovadoras, como a sala de aula invertida ou metodologias ativas, torna-se crucial para atender às demandas de um novo perfil de estudante e promover um aprendizado mais significativo.

A sala de aula invertida, por exemplo, propõe uma mudança na dinâmica tradicional, onde os alunos acessam o conteúdo antes da aula e utilizam o tempo presencial para atividades práticas e discussões. Isso não apenas aproveita as ferramentas tecnológicas disponíveis, mas também estimula a autonomia e o pensamento crítico dos alunos.

No contexto dos itinerários Formativos do Novo Ensino Médio, a aplicação de metodologias ativas pode ser particularmente eficaz. Estas metodologias incentivam a participação ativa dos estudantes, envolvendo-os em projetos práticos, debates e resolução de problemas, alinhando-se assim às diretrizes de uma educação mais centrada no aluno.

Independentemente da escolha de abordagens específicas, a certeza reside na necessidade de um planejamento pedagógico robusto. Este deve ser moldado não apenas pelas tendências momentâneas, mas pela compreensão profunda das necessidades dos alunos e das melhores práticas educacionais. Além disso, é imperativo considerar a formação contínua dos professores, capacitando-os a implementar com eficácia as inovações propostas.

Ao desenvolver um plano escolar, o gestor não apenas delineia o caminho para o ano letivo, mas também abre espaço para o diálogo contínuo com a equipe docente e pedagógica. A troca de experiências, a análise de dados e a revisão constante do plano garantem uma abordagem adaptativa, capaz de identificar o que está funcionando e onde melhorias podem ser implementadas.

Essa prática não apenas aprimora o desempenho da escola, mas também contribui para a criação de uma instituição diferenciada. Uma instituição que não apenas atrai mais alunos, mas também os mantém engajados e motivados, proporcionando uma experiência educacional enriquecedora.

Assim, compreender a importância do planejamento pedagógico em 2024 vai além de simplesmente reconhecer a necessidade de inovação. Envolve a construção de um ambiente educacional dinâmico, centrado no aluno, e a capacitação dos professores para liderar essa transformação. Parabéns por chegar até aqui! Agora, ao iniciar o processo de planejamento escolar, você está não apenas respondendo às demandas do mercado educacional, mas também moldando o futuro da sua instituição de ensino.

Assine nossa newsletter!

Compartilhe esse texto!
Avatar de Edify Education
Edify Education

O Edify Education está presente em centenas de escolas em todo o Brasil. Com a missão de proporcionar uma educação bilíngue de alta qualidade para todos, nascemos para promover evoluções reais, que refletem no protagonismo de cada aluno na própria jornada de aprendizagem. Nossas soluções nos levou a ganhar vários prêmios, como o 3° lugar no prêmio de votação popular Top Educação 2021 e o 1º lugar no ELTons Innovation Awards.

Veja textos relacionados:

projeto_bilingue

Projeto Bilíngue: O que é e como funciona?

Com a globalização cada vez mais presente em nossas vidas, a importância do aprendizado de línguas estrangeiras tem se destacado no cenário educacional. Nesse contexto, o projeto bilíngue tem se tornado uma abordagem popular para…

sistema bilíngue

Sistema Bilíngue: Saiba Como Funciona e Conheça o Edify!

Descubra o universo do sistema bilíngue, uma inovadora abordagem educacional que vai além do ensino tradicional de línguas estrangeiras. No coração dessa metodologia, está o compromisso de proporcionar aos alunos uma proficiência autêntica em duas…

Conte-nos o que achou sobre o texto!

Deixe um comentário

Seu contato não será exibido!

O que já falaram sobre:
  1. Lidia Maria Pestana Crispim

    PARABÈNS!!!!!!
    TEXTO OBJETIVO e BEM EXCLARECEDOR

    • Edify Education

      Que bom que gostou, Lidia! Muito obrigada 🙂