Saltar para o conteúdo
Desenho de uma mulher mexendo em um notebook.

“Não consigo aprender inglês” – Entenda a relatividade do assunto

Você já falou ou ouviu alguém falar “não consigo aprender inglês”? Essa é uma afirmação muito forte e precisa ser analisada com calma. Afinal, existem muitos pontos que precisam ser considerados antes de desistir de aprender um idioma, principalmente quando se trata de uma língua tão importante e usada como o inglês.

Em geral, os brasileiros podem ter diferentes dificuldades na hora de aprender um novo idioma. Neste post você vai entender algumas dessas dificuldades e estratégias para superá-las. Isso vai ajudar a vencer as frustrações e garantir a confiança necessária para se comunicar em inglês – ou qualquer outro idioma – com facilidade.

Este é um assunto que pode ser delicado para algumas pessoas, por isso, é preciso discuti-lo em sua totalidade. Então, continue neste post e entenda como superar as principais dificuldades na hora de aprender inglês. Além disso, você vai ver algumas estratégias para perder a vergonha de falar em outro idioma. Confira!

Converse com um dos nossos consultores!

Por que eu não consigo aprender inglês?

Há muitos motivos que podem gerar um bloqueio mental e, consequentemente, travar o progresso de um estudante de um novo idioma. É nessa hora que algumas pessoas costumam desistir e assumir que o inglês é uma língua muito difícil e que seu domínio é uma habilidade para poucos. Porém, é necessário explorar outras possibilidades para o aprendizado da nova língua.

Às vezes, a organização gramatical pode ser um problema para muitas pessoas, afinal, a ordem dos elementos da frase, os tempos verbais e até mesmo o som das letras são muito diferentes do português. Muitas pessoas se assustam quando se dão conta disso e acabam se fechando para o novo idioma.

Ao compreender de onde vêm as dificuldades no aprendizado do inglês, será mais fácil atingir a fluência. Além disso, quanto mais cedo alguém começa a aprender uma língua estrangeira, menor será a chance dessa pessoa criar bloqueios mentais para o idioma. Por isso, muitos pais, professores e escolas têm se tornado adeptos do bilinguismo desde a infância.

Sobre a complexidade da língua inglesa

A organização verbal e gramatical da língua inglesa têm regras que são bem definidas e com poucas exceções. Por isso, ao compreender quais são essas normas, o aprendizado da língua pode ficar mais simples. Contudo, para que isso aconteça sem dificuldades, é preciso encontrar uma metodologia de ensino que seja motivadora para quem está aprendendo.

Existem várias formas de ensinar uma nova língua, por exemplo, a aprendizagem baseada em projetos é uma metodologia ativa que tem muitas histórias de sucesso na educação de idiomas estrangeiros.

Ainda assim, existem casos nos quais a pessoa tem bloqueios e dificuldades para o inglês que parecem insuperáveis. Porém, é preciso lembrar que não devemos desistir de aprender uma língua estrangeira, basta entender os motivos e buscar estratégias para driblá-los. É disso que vamos falar nos próximos tópicos, então, continue por aqui!

Por que o inglês não entra na minha cabeça?

Pode ser por medo, vergonha, perfeccionismo e, até mesmo, devido a questões como grade curricular, metodologia e ligação com o professor. Ou seja, os motivos para não conseguir aprender inglês podem ser socioemocionais ou estruturais. É preciso analisar cada caso para entender onde as dificuldades em inglês surgem.

Se a razão do bloqueio é emocional, a escola pode agir para superar essas dificuldades. Consequentemente, isso vai aumentar a retenção de alunos e fazer com que mais pessoas sejam fluentes no idioma. Além disso, quando a metodologia é a causadora da dificuldade, é possível agir e pensar o que é melhor para cada caso.

Além do que foi apresentado até aqui, o inglês ainda pode parecer difícil para pessoas que são falantes nativas do português. Veja os principais motivos para isso no próximo tópico!

Por que os brasileiros têm dificuldade em aprender inglês?

Pode ser pelas diferenças entre os idiomas e, até mesmo, pela falta de imersão suficiente na língua inglesa. Por esses motivos, muitas pessoas acabam desistindo de aprender o idioma mais importante para o mercado de trabalho, a cultura e a economia. Então, para evitar que essas dificuldades surjam, é crucial que as pessoas comecem a aprender inglês na escola.

Mapear os motivos que levam uma pessoa a se bloquear é o primeiro passo para superar as dificuldades. Então, veja quais as principais delas:

Medo

Muita gente tem medo de colocar em prática o que viu em aula. Isso pode levar a uma sensação de falta de progresso. Consequentemente, podem vir pensamentos de que ela vai cometer erros na pronúncia e na gramática. Esse temor acaba levando para o próximo tópico desta lista.

Vergonha

Ao tentar falar inglês, a pessoa pode pensar que o interlocutor está prestando muita atenção aos erros. Porém, é preciso lembrar que ninguém aprende um idioma de uma hora para outra. Além disso, só se tem domínio total da língua ao vencer a vergonha e aprender com os próprios erros.

Perfeccionismo

Pense bem: ninguém sai da primeira aula do curso de aviação sabendo pilotar todos os aviões do mundo, não é mesmo? Com o inglês é a mesma coisa. Ninguém terá o inglês perfeito logo no início do curso e, mesmo que a pessoa seja nativa na língua, alguns erros ainda podem acontecer.

Comparações

Seja comparações com colegas de turma ou com o aprendizado do português, elas são um grande empecilho na hora de estudar inglês. Quanto ao restante dos estudantes, é preciso lembrar que cada pessoa tem um ritmo de aprendizado.

Por outro lado, comparar dois idiomas distintos atrasa o progresso, porque cada um tem origens e organizações diferentes. Por isso, é preciso ir às aulas com a mente aberta e estar pronto para o novo.

Depois de entender os motivos e as dificuldades, confira como contorná-los!

Como destravar a mente para aprender inglês?

Envolva-se com a língua e pratique a imersão com o idioma. Essa é a principal prática para melhorar e potencializar o aprendizado do inglês. Para que isso seja feito da melhor maneira possível, é necessário apostar em abordagens educacionais que proporcionem uma maior integração com a língua estrangeira.

Há diversas maneiras de promover o engajamento entre estudantes e o novo idioma. Um bom exemplo disso é o Ensino Integrado de Conteúdos e Língua, o CLIL, o qual é uma abordagem educacional desenvolvida na Finlândia, na metade dos anos 1990, e tem como foco o desenvolvimento da linguagem juntamente com o ensino de conteúdos disciplinares.

Este tipo de estratégia pode ajudar a vencer muitas dificuldades na hora de estudar um novo idioma. Por exemplo, ela pode ajudar a perder a vergonha e o medo das conversações.

Como perder a vergonha de falar em outra língua?

Vencer a vergonha é um passo muito importante na hora de dominar um idioma. Para isso, é necessário sentir segurança e confiança suficiente para se comunicar em outra língua sempre que for necessário. Dessa maneira, é preciso compreender a importância das emoções no ensino.

Existem várias abordagens que se propõe a realizar tal feito, a principal delas é a aprendizagem socioemocional, que visa mostrar como a comunidade escolar está interligada na construção do conhecimento. Por isso, essa linha da educação tem como objetivo entender as emoções e aprender a lidar com elas para, então, poder aprender um conceito da melhor maneira possível.

Dessa forma, veja algumas estratégias importantes para superar a vergonha de falar em inglês:

  • leia textos em voz alta;
  • aumente o seu vocabulário;
  • diminua a cobrança em torno de si;
  • envolva-se com o inglês;
  • pense no outro idioma;
  • cante músicas em inglês;
  • aprenda com os erros ou invés de se culpar.

Tais atitudes vão te ajudar a controlar as suas emoções e vencer o medo de conversar em outro idioma com alguém. Além disso, é importante reconhecer que o aprendizado é um processo e que está tudo bem cometer alguns deslizes em pronúncia e gramática.

Com este post você pôde perceber como é possível contornar as dificuldades e melhorar o estudo do inglês. Assim, vai ser possível desbloquear a mente e começar a aprender outro idioma da melhor maneira possível. Por isso, siga as estratégias e dicas que foram listadas aqui.

Conversar em outra língua é uma das principais maneiras de garantir a fluência e imersão. Por isso, é necessário adotar um modelo dinâmico de ensino bilíngue, a fim de entender o estudante em sua totalidade. Para entender mais sobre isso, confira nosso post sobre qual é a importância da oralidade no bilinguismo!

Saiba mais sobre as soluções Edify!

Compartilhe esse texto!

Avatar de Edify Education

Edify Education

O Edify Education está presente em centenas de escolas em todo o Brasil. Com a missão de proporcionar uma educação bilíngue de alta qualidade para todos, nascemos para promover evoluções reais, que refletem no protagonismo de cada aluno na própria jornada de aprendizagem. Nossas soluções nos levou a ganhar vários prêmios, como o 3° lugar no prêmio de votação popular Top Educação 2021 e o 1º lugar no ELTons Innovation Awards.

Veja textos relacionados:

Imagem em desenho de pessoas utilizando um notebook e com fones de ouvido.

Inclusão Escolar: saiba o que é e qual sua importância

Antes de falar sobre a inclusão escolar, é importante mencionar que todas as crianças têm direito à educação, por isso, é imprescindível que as instituições de ensino públicas e privadas estejam preparadas para atendê-las independentemente…

Escola bilíngue – Conceito, vantagens e funcionamento

Você provavelmente já ouviu falar em escola e ensino bilíngue, afinal, em um mundo cada vez mais globalizado, a comunicação em mais de uma língua se torna cada vez mais necessária. Assim, a forma como…