Saltar para o conteúdo
grade_curricular

Grade curricular: qual o número ideal de aulas de inglês?

A educação bilíngue é mais do que o ensino de um novo idioma, simplesmente; trata-se de um mergulho profundo em uma nova forma de se pensar, comunicar e viver. No contexto da grade curricular, a discussão sobre o número ideal de horas de inglês é crucial para se garantir não apenas o aprendizado linguístico, mas também o desenvolvimento de habilidades sociais, emocionais e acadêmicas.

Sendo assim, é comum surgir o questionamento: por que uma grade curricular com 5 horas semanais de inglês é superior à opção de 3 horas? Entenda a seguir!

O Conceito de Ser Bilíngue

Compreender o conceito de ser bilíngue é fundamental para se compreender a importância das 5 horas semanais em detrimento das 3 horas semanais na grade curricular.

Ser bilíngue vai além de falar duas línguas; é integrar naturalmente o idioma em todos os aspectos da vida. Mais do que simplesmente articular palavras em diferentes línguas, ser bilíngue implica internalizar os matizes culturais, expressivos e contextuais que cada idioma carrega consigo.

Essa experiência linguística não se limita apenas à comunicação verbal, mas se estende ao pensamento, à interpretação de emoções e à vivência cotidiana. É a capacidade de transitar fluidamente entre as línguas, adaptando-se de maneira orgânica a diferentes situações e contextos sociais. Ser bilíngue é, em essência, uma forma de expressar a complexidade da própria identidade por meio das nuances linguísticas que se entrelaçam de maneira harmoniosa no tecido da comunicação.

Grade Curricular com 5 Tempos: Investindo no Futuro Bilíngue

Academicamente, a quantidade de aulas de inglês impacta diretamente o nível de proficiência atingido pelos alunos, conforme os padrões do Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (CEFR). A exposição mais extensa proporcionada por 5 tempos semanais permite que os alunos alcancem níveis mais avançados, chegando ao A2/B1 (com o programa bilíngue Edify Essential) e, até mesmo, ao B2 (com o programa bilíngue Edify Premium). Em contrapartida, a redução desse tempo de exposição resulta em limitações linguísticas.

Analogamente, é como ensinar uma tabuada, mas privar o aluno da habilidade de realizar cálculos mais complexos. Quanto mais horas um aluno é imerso no inglês, mais naturalmente ele internaliza as estruturas linguísticas, preparando-se com maior solidez para os desafios dos níveis CEFR.

A exposição prolongada não apenas contribui para a compreensão completa da língua em diversos contextos, mas também permite o desenvolvimento equilibrado das habilidades linguísticas integradas, como fala, audição, leitura e escrita.

Optar por apenas 3 tempos semanais, embora represente uma aprendizagem, limita a capacidade do aluno de integrar plenamente os conhecimentos adquiridos, impedindo seu avanço para patamares mais elevados de proficiência linguística.

Desafios Comerciais e Pedagógicos da Grade Curricular

Comercialmente, oferecer 5 horas semanais é uma proposta de valor que não só atende às aulas de inglês como também integra áreas fundamentais do ensino bilíngue, como oratória, socioemocional, aprendizagem para a vida, letramento digital e conteúdos curriculares. A entrega eficaz dessas áreas depende da imersão do aluno no inglês, algo que não é possível com apenas 3 horas semanais.

Para superar os desafios inerentes à entrega de um programa educacional abrangente, é imperativo reconhecer a necessidade de uma exposição mais extensa dos alunos ao idioma. A busca por uma imersão eficaz no inglês requer não apenas o cumprimento da carga horária estipulada no programa bilíngue, mas também a consideração dos diversos elementos que permeiam a rotina escolar.

Nesse contexto, o tempo desempenha um papel crucial na criação de um ambiente propício à imersão. Cada minuto adicional dedicado ao ensino do inglês representa uma oportunidade valiosa para a absorção e internalização do idioma. A gestão eficiente desse tempo, considerando as particularidades da rotina escolar, é essencial para proporcionar uma experiência verdadeiramente imersiva. Dessa forma, os alunos não apenas aprendem o idioma, mas também o vivenciam de maneira integral, conectando-se com as nuances culturais e linguísticas de forma significativa.

Incorporando o Inglês na Rotina Acadêmica

A decisão estratégica de inserir as aulas de inglês dentro da grade curricular em vez de no contraturno revela-se como um pilar fundamental para a construção de uma experiência de aprendizado bilíngue ininterrupta e significativa. Ao integrar o ensino do inglês diretamente na grade, não apenas se proporciona uma abordagem mais consistente e profunda, mas também se reconhece a língua como uma parte intrínseca do desenvolvimento educacional dos alunos. Essa escolha não apenas otimiza a exposição linguística, mas também destaca o compromisso em oferecer uma educação que transcenda barreiras horárias, transformando a aprendizagem de inglês em um componente essencial do percurso acadêmico e pessoal dos estudantes.

Argumento Legal: Lei do Ensino Bilíngue

A iminente homologação das Diretrizes Curriculares para o Ensino Plurilíngue torna essencial que as escolas que se denominam bilíngues ofereçam, pelo menos, 5 tempos semanais na matriz curricular. Isso não apenas atende às expectativas dos pais, mas também protege a escola de futuros desafios legais.

Argumento Pedagógico: Qualidade Acima de Tudo

Oferecer 5 tempos semanais garante a entrega de conteúdo inovador, o uso efetivo das soluções digitais, como o Edify Play e Diagnósticas, além de manter a abordagem CLIL. Uma carga horária mais robusta possibilita a internalização mais profunda das estruturas linguísticas, preparando os alunos para níveis mais avançados do Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas (CEFR).

Grade Curricular Bilíngue: O Poder dos 5 Tempos Semanais de Inglês

Ao optar por 5 horas semanais na grade curricular, as escolas não apenas atendem às expectativas dos pais, mas também garantem a excelência pedagógica, que é a marca registrada do Edify.

Leve o ensino bilíngue para a sua escola!
Compartilhe esse texto!

Veja textos relacionados:

Por que aprender inglês é importante

Por que aprender inglês (na escola) é tão importante?

Aprender Inglês é fundamental, pois se trata do idioma mais falado no mundo¹. Sua importância se revela especialmente no mercado de trabalho, na cultura e na economia. Hoje, a formação de cidadãos plurais e com senso crítico…

dia do folclore

Dia do Folclore: Como Comemorar na Escola

O Dia do Folclore, celebrado em 22 de agosto, é uma data que nos convida a mergulhar nas tradições, lendas, mitos e costumes que fazem parte da identidade cultural de um povo. No Brasil, o…