Saltar para o conteúdo
empatia_na_escola

Empatia na escola: cases de sucesso para se inspirar!

A empatia é uma qualidade essencial que todos nós devemos cultivar desde cedo. Ela nos permite entender e nos conectar emocionalmente com as experiências e perspectivas dos outros, tornando-nos seres humanos mais compassivos e solidários. Na busca por promover essa importante habilidade socioemocional entre seus alunos, o Edify lançou o “Projeto Estimule a Empatia”, um empreendimento que tem conquistado sucesso e reconhecimento e se tornado um verdadeiro case de sucesso de empatia na escola.

O Edify, reconhecido por seus quatro pilares pedagógicos centrados na formação integral dos alunos e no desenvolvimento da cidadania global, realiza, todos os anos, o Projeto Estimule a Empatia. Esse projeto acadêmico não apenas estimula a empatia na escola, mas também aborda outras habilidades socioemocionais essenciais. Ele oferece aos alunos uma oportunidade única de refletir sobre questões sociais.

Conteúdo do Post

Empatia na Escola: Formação Integral e Desenvolvimento da Cidadania Global

A formação integral dos alunos é um dos pilares fundamentais do Edify, pois reconhece a importância de cultivar habilidades socioemocionais que favoreçam tanto o autoconhecimento quanto a convivência em sociedade. A empatia é uma dessas habilidades, pois nos permite entender as emoções e necessidades dos outros, promovendo relacionamentos saudáveis e contribuindo para um ambiente escolar mais acolhedor.

Além disso, o Edify também enfatiza o desenvolvimento da cidadania global. Isso implica expor os alunos a diferentes culturas e realidades para ampliar sua visão de mundo, promovendo respeito e compreensão em relação ao que é diferente.

Benefícios para a Escola

A iniciativa de integrar a empatia no currículo escolar tem gerado diversos benefícios tanto para o Edify quanto para as escolas parceiras:

Consolidação do projeto Empatia como um Ativo de Marca do Edify e suas escolas parceiras: o projeto Estimule a Empatia se tornou um símbolo da essência do Edify, que vai além do ensino do inglês e se preocupa em promover a reflexão e a cidadania.

Visibilidade do Inglês dos Alunos: Por meio do projeto, o inglês dos alunos se torna mais visível para suas famílias, reforçando o compromisso com a formação integral.

Benefícios para o Aluno

Para os alunos, participar do Projeto Estimule a Empatia traz benefícios significativos:

Conscientização: os alunos desenvolvem um senso de responsabilidade social.

Estímulo de Habilidades Socioemocionais: a atividade estimula habilidades essenciais, como empatia e cidadania, preparando os alunos para serem cidadãos conscientes e ativos.

Ampliação do Senso Crítico e da Visão de Mundo: Por meio da reflexão, os alunos ampliam seu senso crítico e visão de mundo, aprendendo a respeitar e acolher outras realidades.

Projeto Estimule a Empatia do Edify

O Projeto Estimule a Empatia do Edify é um exemplo inspirador de como uma escola pode ir além do ensino tradicional e desempenhar um papel fundamental na formação de cidadãos empáticos e conscientes. Ao promover a empatia e a conscientização de questões sociais importantes, o Edify está moldando não apenas o inglês de seus alunos, mas também o seu caráter e sua capacidade de fazer a diferença no mundo, e isso é algo em que todos nós podemos nos inspirar.

Projeto Empatia 2023: Dando Voz aos Sonhos das Novas Gerações

O projeto que vai dar voz aos sonhos das novas gerações e mostrar que eles podem, sim, mudar o mundo. 

Neste ano, convidamos nossos alunos a refletir sobre o futuro. A emergência climática nos obriga a pensar sobre as mudanças e os movimentos de que queremos fazer parte.

Envolvendo o Aluno

O Empatia 2023 começa com muito conteúdo atual para o aluno e o professor. O conteúdo digital vai embasar a troca e reflexão em sala de aula.

Criação de Prompts pelos Alunos

Vamos unir o estímulo à empatia com o letramento digital! As crianças e jovens serão provocados a gerar imagens, com o uso da inteligência artificial, para expressar suas esperanças para o futuro do planeta. A atividade desenvolve as habilidades comunicativas, socioemocionais e digitais dos estudantes.

Compartilhando suas Esperanças

Você sabia que julho de 2023 foi o mês mais quente da história? A mudança climática é uma grande preocupação atual, especialmente para as escolas. Afinal, os estudantes pertencem às gerações que serão mais afetadas.

Vamos dar voz às novas gerações em um espaço colaborativo no site, onde todos os trabalhos serão expostos para o mundo.

Em novembro, líderes de 196 países se reunirão na Cop28 com a missão de encontrar caminhos para mitigar o aquecimento global, e os desejos das novas gerações — as mais afetadas — serão extremamente relevantes nas conversas sobre a situação climática. Além disso, vamos aproveitar o momento da Cop28 para inspirar os alunos de todo o Brasil e os estimular a colocar sua voz no mundo e pedir mudanças.

E se esse fosse o tema de uma ação inspiradora e fácil de implementar, que estimula a visão crítica e a empatia entre seus alunos?

Mais uma edição do Projeto Empatia chega para dar voz aos alunos e mostrar que a esperança deles pode mover o mundo! Ao participar da ação, sua escola dá a eles a oportunidade de refletir sobre o futuro do planeta e compartilhar seus sonhos. O resultado são jovens engajados e mais conscientes do seu papel na construção de um mundo melhor!

Junte-se a nós no Empatia 2023 e faça parte dessa jornada transformadora, em que os sonhos das novas gerações podem moldar o futuro do nosso planeta. Vamos fazer a diferença juntos!


Conheça nossa Galeria de Esperanças!

Projeto Empatia 2022: Reconhecimento Internacional e Destaque no SXSW Edu

O ano de 2022 marcou um capítulo extraordinário para o Projeto Estimule a Empatia do Edify, consolidando sua posição não apenas como uma iniciativa educacional notável, mas como uma referência global em promover a empatia na escola. Um dos destaques mais significativos foi a parceria estratégica com a renomada ONG Ação da Cidadania, essa colaboração visou conscientizar jovens de mais de 300 escolas em todo o Brasil sobre a situação preocupante da fome e incentivá-los a contribuir para a causa de maneira positiva.

O Projeto Empatia 2022 concentrou sua temática na questão urgente da fome no Brasil, engajando os alunos em atividades multifacetadas que não apenas estimularam a reflexão, mas também resultaram em ações concretas. Cada aluno que participou desbloqueou pratos de comida, simbolizando uma doação subsequente à Ação da Cidadania. O resultado dessa colaboração surpreendente foi a doação expressiva de 100.000 pratos de comida, destacando não apenas a eficácia do projeto, mas também sua capacidade de gerar impacto real e tangível.

O reconhecimento internacional do Projeto Empatia atingiu seu ápice com a participação do Edify no SXSW Edu, o maior festival de inovação e criatividade educacional do mundo. A coordenadora acadêmica Andreia Fernandes e a coordenadora pedagógica Talita Peres, ao lado do professor Diogo Peixoto da escola Fórum Cultural em Niterói, apresentam no dia 04 de março de 2024 um painel intitulado “Compassionate Classrooms: Empathy, Hunger Issues & Wellbeing.” Nessa sessão inspiradora, compartilham a estratégia implementada nas salas de aula para fomentar a empatia, discutindo questões críticas como a fome e o bem-estar.

default

Empatia em Destaque no SXSW: Transformando Salas de Aula e Inspirando o Mundo

O impacto global do Projeto Empatia 2022 foi evidenciado não apenas pelos números impressionantes de escolas e alunos participantes, mas também pela visibilidade alcançada no cenário internacional. Esse destaque no SXSW Edu não apenas reforçou a posição do Edify como líder na promoção de práticas educacionais inovadoras, mas também destacou a capacidade da escola de abordar questões sociais complexas.

Ao apresentar casos reais de engajamento dos alunos em questões sociais urgentes, o Projeto Empatia 2022 não apenas moldou o caráter dos participantes, mas também inspirou outras instituições educacionais a adotarem abordagens semelhantes. Este sucesso é um testemunho não apenas da visão pedagógica progressista do Edify, mas também do potencial transformador da empatia quando incorporada ao cerne da educação.

O reconhecimento internacional conquistado no SXSW Edu não apenas validou a eficácia do Projeto Empatia, mas também estabeleceu um padrão elevado para as futuras edições. Ao destacar o papel vital da empatia na construção de uma educação significativa e envolvente, o Edify continua a liderar o caminho, inspirando escolas e educadores a abraçarem a empatia como uma força motriz para a mudança positiva na educação. Este é um exemplo claro de como a empatia não apenas enriquece as vidas dos alunos, mas também pode remodelar o cenário educacional em uma escala global.

Projeto Empatia 2021: Promovendo a Empatia na Escola Por meio da Arte

Em 2021, o Projeto Estimule a Empatia buscou unir diferentes gerações. Alunos de escolas parceiras foram incentivados a criar desenhos inspirados em histórias de idosos de uma casa de repouso. Esses desenhos foram transformados em obras de arte pela artista Juliana Oliveira e entregues aos idosos em um livro de memórias. Essa ação não apenas trouxe alegria aos idosos, mas também permitiu que as crianças exercitassem a empatia ao recontar as histórias por meio da arte.

Engajamento da Comunidade

Uma das estratégias para ampliar o alcance do projeto foi envolver a comunidade. A campanha incentivou os usuários a compartilhar desenhos e histórias de empatia nas redes sociais, marcando a página oficial do Edify. Cada publicação dentro dos critérios estabelecidos resultou na doação de um kit higiênico do Edify para uma instituição parceira, e isso não apenas estimulou a empatia, mas também criou uma rede de solidariedade.

Cultivando a Empatia na Escola: Fomentando Relações e Desenvolvendo Habilidades Socioemocionais

A empatia desempenha um papel fundamental no ambiente escolar, pois é uma habilidade que contribui para a construção de relações saudáveis entre alunos, professores e funcionários. Nas salas de aula, a empatia permite que os estudantes compreendam melhor as emoções e perspectivas de seus colegas, promovendo a tolerância e o respeito mútuo. Além disso, ela cria um ambiente de aprendizado mais inclusivo, em que os alunos se sentem valorizados e apoiados em suas jornadas acadêmicas e pessoais.

Além disso, a empatia na escola vai além das relações interpessoais, desempenhando um papel crucial no desenvolvimento das habilidades socioemocionais dos alunos. Ao cultivar a capacidade de se colocar no lugar do outro, a escola ajuda os estudantes a desenvolver sua inteligência emocional, promovendo a autorregulação emocional e a resolução construtiva de conflitos. Assim, a empatia não apenas torna o ambiente escolar mais amigável, mas também prepara os alunos para enfrentar os desafios do mundo real com compaixão e compreensão.

O Projeto Estimule a Empatia é um exemplo inspirador de como a empatia pode ser incorporada ao ambiente escolar de maneira eficaz e transformadora. Com seu compromisso com a formação integral dos alunos e o desenvolvimento da cidadania global, a escola vai além do ensino tradicional. Essas iniciativas não apenas estimulam a compaixão e a consciência social em seus alunos, mas também demonstram o poder da educação em criar cidadãos responsáveis e engajados. O Edify não apenas ensina inglês, mas também molda futuros líderes que estão prontos para fazer a diferença no mundo, promovendo valores como a empatia e o respeito por toda a vida.

Diferencie a sua escola!
Compartilhe esse texto!

Veja textos relacionados:

curadoria_bett_brasil

Bett Brasil: tudo o que você precisa saber

Vamos mergulhar nos principais assuntos discutidos durante a Bett Brasil 2024, a maior feira de educação e tecnologia da América Latina. Aqui, apresentaremos um resumo do e-book produzido pelos especialistas do Edify, sendo uma referência…

ingles_para_criancas

Inglês para crianças: transforme o tempo de tela em aprendizado real com o Edify Play!

No mundo atual, em que a tecnologia se tornou uma parte intrínseca da vida diária, é fundamental encontrar maneiras de integrar o aprendizado às atividades digitais das crianças. No entanto, encontrar plataformas que não apenas…