Saltar para o conteúdo
como_o_aluno_aprende

Como o aluno aprende: inteligência artificial medirá o aprendizado

À medida que a inteligência artificial (IA) continua a moldar o panorama do trabalho e da educação, a pergunta crucial que se destaca é: a IA vai substituir seu trabalho? O temor da substituição por IA persiste, mas também cresce a demanda por profissionais que saibam explorar essa tecnologia em benefício próprio.

Neste artigo, exploraremos o papel da IA generativa no futuro do trabalho e da educação, destacando a importância de se concentrar esforços na capacitação das pessoas para tornar a IA mais democrática e acessível. Além disso, exploraremos o papel da IA em como o aluno aprende e como as escolas avaliam o aprendizado.

O Papel da IA Generativa: O Foco no Ser Humano

No mundo corporativo, muito se discute sobre como a IA generativa não substituirá os trabalhadores, mas, sim, as pessoas que a utilizam. A aposta é que a IA generativa otimize tarefas que consumam grande parte do tempo de trabalho. Em eventos de inovação e tecnologia, como o SXSW e o Web Summit, a ênfase recai sobre a importância de se focalizar o ser humano na era da IA generativa. O destaque é a necessidade de capacitar as pessoas para que possam utilizar a tecnologia a seu favor, otimizando o trabalho e resolvendo problemas do mundo real.

Marina Dalbem, Co-CEO do Edify, aborda a insegurança dos pais e educadores quanto à relação dos jovens com a tecnologia. Proibir ou banir a tecnologia das escolas é visto como uma solução inadequada, pois contribuiria para a exclusão das pessoas nesse tema, já a importância do uso contextualizado da tecnologia é ressaltada, e é aqui que o Edify se destaca ao lançar ferramentas de IA gratuitas para escolas.

IA na Educação: Edify e o Projeto Empatia

O Projeto Empatia 2023 do Edify apresentou uma ferramenta de IA gratuita focada não apenas na tecnologia, mas também em ser um meio para estimular reflexões sobre o futuro do planeta. A IA, assim como o inglês, é utilizada como instrumento para fazer as novas gerações refletirem sobre questões fundamentais, e ao capacitar professores e alunos, o projeto visa integrar a IA de maneira contextualizada nas salas de aula, promovendo uma abordagem eficiente para o aprendizado.

A Evolução da Avaliação Educacional: Pisa 2025 e IA

Recentemente foi revelada uma mudança significativa na abordagem de avaliação internacional, como o Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa). O Pisa de 2025 introduz o conceito de “Learning in the Digital World” focando não apenas o que os alunos sabem, mas como os alunos aprendem utilizando a tecnologia.

Andreas Schleicher, diretor de Educação e Habilidades da OCDE, destaca que as provas não se limitarão a avaliar respostas certas ou erradas, mas também o processo de abordagem de problemas, metas estabelecidas, estratégias utilizadas e motivação dos alunos. A tecnologia será empregada para monitorar diversos aspectos, como movimentos de mouse, teclado, voz e expressões faciais, proporcionando uma análise abrangente do comportamento dos estudantes.

Preparando para o Futuro: Edify como First Mover

A resposta à pergunta sobre a substituição do trabalho pela IA reside na capacidade de adaptação, educação e inspiração das gerações mais jovens para liderar em direção a um futuro sustentável. O Edify se destaca como um first mover, acompanhando as principais tendências educacionais e desenvolvendo ferramentas que contribuam para esse futuro. Ao lançar a ferramenta de IA gratuita para escolas, o Edify demonstra seu compromisso em capacitar alunos e professores para enfrentar os desafios e aproveitar as oportunidades oferecidas pela IA.

Desafios e Oportunidades: Democratizando o Acesso à IA

À medida que a IA se torna uma realidade nas salas de aula, é crucial abordar os desafios associados à democratização do acesso a essa tecnologia. O Edify, ao lançar sua ferramenta de IA gratuita para escolas, destaca-se não apenas por oferecer recursos tecnológicos, mas por contribuir para reduzir as disparidades no acesso à educação de qualidade. Democratizar a IA implica garantir que alunos de todas as regiões e camadas sociais tenham a oportunidade de desenvolver habilidades essenciais para o futuro, promovendo a inclusão digital e combatendo potenciais divisões sociais.

Educação Personalizada: O Papel da IA na Individualização do Aprendizado

Um dos benefícios mais impactantes da integração da IA na educação é a capacidade de proporcionar uma experiência de aprendizado mais personalizada. Por meio da análise de dados gerados pela interação dos alunos com plataformas de ensino apoiadas por IA, é possível adaptar o conteúdo de forma precisa às necessidades individuais de cada estudante. Essa abordagem personalizada não apenas melhora o entendimento do material, mas também fortalece o engajamento dos alunos, promovendo um ambiente de aprendizado mais eficaz e estimulante.

Responsabilidade Ética na Educação com IA

À medida que avançamos no uso da IA na educação, é imperativo abordar questões éticas relacionadas à privacidade e segurança dos dados dos alunos. O desenvolvimento de políticas e diretrizes éticas que garantam a proteção das informações pessoais dos estudantes torna-se essencial. Educar os alunos quanto ao uso responsável da tecnologia e às implicações éticas da IA é crucial para preparar as gerações futuras para um mundo digitalmente consciente e ético.

Aprendizado Eficiente: O Papel Transformador da IA em Como o Aluno Aprende

A introdução da inteligência artificial na educação representa um divisor de águas na busca por um aprendizado mais eficiente e personalizado. Ao analisar o desempenho dos alunos em tempo real, a IA identifica padrões individuais de aprendizado, adaptando-se às necessidades específicas de cada estudante. Essa abordagem personalizada permite que os educadores desenvolvam estratégias mais direcionadas, otimizando o tempo dedicado a conceitos desafiadores e promovendo um avanço mais rápido nas áreas em que os alunos demonstram proficiência.

A IA também desempenha um papel crucial na oferta de recursos educacionais sob medida. Plataformas apoiadas por IA podem gerar conteúdo personalizado, alinhado com o estilo de aprendizado de cada aluno, tornando a assimilação de informações mais eficaz e envolvente. Dessa forma, a IA não apenas aumenta a eficiência do aprendizado, mas também contribui para a construção de uma base sólida de conhecimento, preparando os alunos para os desafios dinâmicos do mundo moderno. O resultado é um processo educacional mais dinâmico, adaptativo e eficiente, capaz de potencializar o desenvolvimento intelectual de cada aluno de maneira única.

Em resumo, diante da inevitabilidade da presença da IA em nossas vidas, a preparação é a chave. A IA na educação não é uma ameaça, mas uma oportunidade para transformar a forma como o aluno aprende e enfrenta os desafios do mundo contemporâneo. O futuro da educação está intrinsecamente ligado à capacidade de integrar a inteligência artificial de maneira ética, democrática e acessível, preparando as gerações futuras para um mundo digital e tecnológico em constante evolução.

ChatGPT e outras IAs na Educação
Compartilhe esse texto!

Veja textos relacionados:

captacao_de_alunos

Captação de alunos: ferramentas de marketing para escolas

O cenário da educação vem enfrentando diversas mudanças, assim como outros segmentos do mercado (não precisamos repetir aquela história batida da maior empresa de transporte de passageiros do mundo não possuir veículos em sua frota,…

parceria_de_negocios

Parceria de Negócios: Qual a Opinião dos Parceiros do Edify

No mundo empresarial, uma parceria de negócios bem-sucedida vai muito além de uma simples transação comercial; envolve confiança mútua, comprometimento e uma visão compartilhada de sucesso. No caso do Edify, uma empresa focada em soluções…