Saltar para o conteúdo
como_o_aluno_aprende

Como o aluno aprende: inteligência artificial medirá o aprendizado

À medida que a inteligência artificial (IA) continua a moldar o panorama do trabalho e da educação, a pergunta crucial que se destaca é: a IA vai substituir seu trabalho? O temor da substituição por IA persiste, mas também cresce a demanda por profissionais que saibam explorar essa tecnologia em benefício próprio.

Neste artigo, exploraremos o papel da IA generativa no futuro do trabalho e da educação, destacando a importância de se concentrar esforços na capacitação das pessoas para tornar a IA mais democrática e acessível. Além disso, exploraremos o papel da IA em como o aluno aprende e como as escolas avaliam o aprendizado.

O Papel da IA Generativa: O Foco no Ser Humano

No mundo corporativo, muito se discute sobre como a IA generativa não substituirá os trabalhadores, mas, sim, as pessoas que a utilizam. A aposta é que a IA generativa otimize tarefas que consumam grande parte do tempo de trabalho. Em eventos de inovação e tecnologia, como o SXSW e o Web Summit, a ênfase recai sobre a importância de se focalizar o ser humano na era da IA generativa. O destaque é a necessidade de capacitar as pessoas para que possam utilizar a tecnologia a seu favor, otimizando o trabalho e resolvendo problemas do mundo real.

Marina Dalbem, Co-CEO do Edify, aborda a insegurança dos pais e educadores quanto à relação dos jovens com a tecnologia. Proibir ou banir a tecnologia das escolas é visto como uma solução inadequada, pois contribuiria para a exclusão das pessoas nesse tema, já a importância do uso contextualizado da tecnologia é ressaltada, e é aqui que o Edify se destaca ao lançar ferramentas de IA gratuitas para escolas.

IA na Educação: Edify e o Projeto Empatia

O Projeto Empatia 2023 do Edify apresentou uma ferramenta de IA gratuita focada não apenas na tecnologia, mas também em ser um meio para estimular reflexões sobre o futuro do planeta. A IA, assim como o inglês, é utilizada como instrumento para fazer as novas gerações refletirem sobre questões fundamentais, e ao capacitar professores e alunos, o projeto visa integrar a IA de maneira contextualizada nas salas de aula, promovendo uma abordagem eficiente para o aprendizado.

A Evolução da Avaliação Educacional: Pisa 2025 e IA

Recentemente foi revelada uma mudança significativa na abordagem de avaliação internacional, como o Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa). O Pisa de 2025 introduz o conceito de “Learning in the Digital World” focando não apenas o que os alunos sabem, mas como os alunos aprendem utilizando a tecnologia.

Andreas Schleicher, diretor de Educação e Habilidades da OCDE, destaca que as provas não se limitarão a avaliar respostas certas ou erradas, mas também o processo de abordagem de problemas, metas estabelecidas, estratégias utilizadas e motivação dos alunos. A tecnologia será empregada para monitorar diversos aspectos, como movimentos de mouse, teclado, voz e expressões faciais, proporcionando uma análise abrangente do comportamento dos estudantes.

Preparando para o Futuro: Edify como First Mover

A resposta à pergunta sobre a substituição do trabalho pela IA reside na capacidade de adaptação, educação e inspiração das gerações mais jovens para liderar em direção a um futuro sustentável. O Edify se destaca como um first mover, acompanhando as principais tendências educacionais e desenvolvendo ferramentas que contribuam para esse futuro. Ao lançar a ferramenta de IA gratuita para escolas, o Edify demonstra seu compromisso em capacitar alunos e professores para enfrentar os desafios e aproveitar as oportunidades oferecidas pela IA.

Desafios e Oportunidades: Democratizando o Acesso à IA

À medida que a IA se torna uma realidade nas salas de aula, é crucial abordar os desafios associados à democratização do acesso a essa tecnologia. O Edify, ao lançar sua ferramenta de IA gratuita para escolas, destaca-se não apenas por oferecer recursos tecnológicos, mas por contribuir para reduzir as disparidades no acesso à educação de qualidade. Democratizar a IA implica garantir que alunos de todas as regiões e camadas sociais tenham a oportunidade de desenvolver habilidades essenciais para o futuro, promovendo a inclusão digital e combatendo potenciais divisões sociais.

Educação Personalizada: O Papel da IA na Individualização do Aprendizado

Um dos benefícios mais impactantes da integração da IA na educação é a capacidade de proporcionar uma experiência de aprendizado mais personalizada. Por meio da análise de dados gerados pela interação dos alunos com plataformas de ensino apoiadas por IA, é possível adaptar o conteúdo de forma precisa às necessidades individuais de cada estudante. Essa abordagem personalizada não apenas melhora o entendimento do material, mas também fortalece o engajamento dos alunos, promovendo um ambiente de aprendizado mais eficaz e estimulante.

Responsabilidade Ética na Educação com IA

À medida que avançamos no uso da IA na educação, é imperativo abordar questões éticas relacionadas à privacidade e segurança dos dados dos alunos. O desenvolvimento de políticas e diretrizes éticas que garantam a proteção das informações pessoais dos estudantes torna-se essencial. Educar os alunos quanto ao uso responsável da tecnologia e às implicações éticas da IA é crucial para preparar as gerações futuras para um mundo digitalmente consciente e ético.

Aprendizado Eficiente: O Papel Transformador da IA em Como o Aluno Aprende

A introdução da inteligência artificial na educação representa um divisor de águas na busca por um aprendizado mais eficiente e personalizado. Ao analisar o desempenho dos alunos em tempo real, a IA identifica padrões individuais de aprendizado, adaptando-se às necessidades específicas de cada estudante. Essa abordagem personalizada permite que os educadores desenvolvam estratégias mais direcionadas, otimizando o tempo dedicado a conceitos desafiadores e promovendo um avanço mais rápido nas áreas em que os alunos demonstram proficiência.

A IA também desempenha um papel crucial na oferta de recursos educacionais sob medida. Plataformas apoiadas por IA podem gerar conteúdo personalizado, alinhado com o estilo de aprendizado de cada aluno, tornando a assimilação de informações mais eficaz e envolvente. Dessa forma, a IA não apenas aumenta a eficiência do aprendizado, mas também contribui para a construção de uma base sólida de conhecimento, preparando os alunos para os desafios dinâmicos do mundo moderno. O resultado é um processo educacional mais dinâmico, adaptativo e eficiente, capaz de potencializar o desenvolvimento intelectual de cada aluno de maneira única.

Em resumo, diante da inevitabilidade da presença da IA em nossas vidas, a preparação é a chave. A IA na educação não é uma ameaça, mas uma oportunidade para transformar a forma como o aluno aprende e enfrenta os desafios do mundo contemporâneo. O futuro da educação está intrinsecamente ligado à capacidade de integrar a inteligência artificial de maneira ética, democrática e acessível, preparando as gerações futuras para um mundo digital e tecnológico em constante evolução.

ChatGPT e outras IAs na Educação
Compartilhe esse texto!

Veja textos relacionados:

dia_internacional_das_mulheres

Dia Internacional das Mulheres: 8 Ideias Para as Aulas de Inglês

O Dia Internacional das Mulheres é uma celebração global que reconhece as conquistas e a luta contínua das mulheres por igualdade de direitos e oportunidades. Essa data, comemorada em 8 de março, oferece uma oportunidade…

projeto_bilingue

Projeto Bilíngue: O que é e como funciona?

Com a globalização cada vez mais presente em nossas vidas, a importância do aprendizado de línguas estrangeiras tem se destacado no cenário educacional. Nesse contexto, o projeto bilíngue tem se tornado uma abordagem popular para…