Saltar para o conteúdo
campanha_incentivo_leitura_escola

Campanha de incentivo à leitura na escola: 13 maneiras criativas

Como trabalhar com a atenção na era da distração? Como lidar com o livro na era dos memes? Todo professor já se deparou com essas questões. É fato que formar leitores nunca foi uma tarefa fácil. A presença da tecnologia e, portanto, do imediatismo, pode ter tornado essa tarefa ainda mais desafiadora.

Em tempos em que ler significa correr os olhos, como estimular a leitura na escola de textos complexos, a interpretação e a atenção aos detalhes? Abaixo, 10 dicas práticas para promover o gosto pela leitura e o hábito de ler. Para realizar cada uma delas, o aluno também precisará estudar Literatura mais a fundo e genuinamente compreendê-la.

As famílias também poderão ser convidadas aos eventos de culminância, dando visibilidade à escola e ao aprendizado do aluno

1. Sarau

O objetivo de realizar um sarau na escola é permitir que os alunos se expressem artisticamente. Nessa atividade, o professor deverá oferecer aos alunos uma curadoria de peças de teatro, obras literárias, atividades artísticas, dança, música etc.

É importante que o professor ofereça opções para os alunos a fim de guiá-los ao que precisa trabalhar no momento. Em grupos, os alunos deverão usar a criatividade para apresentar as atividades escolhidas no dia do Sarau. 

2. Caixa de Leitura

Disponibilize em sua sala de aula uma caixa de leitura. Nessa caixa, coloque dentro os mais variados tipos de texto: receitas, manuais, bulas de remédio, quadrinhos, panfletos, poesias, contos, narrativas, notícias, crônicas, piadas, biografias, cartas, fábulas, entrevistas, diários, reportagens, textos de opinião, memes, resenhas de filmes, restaurantes e música etc.

Sempre que houver um tempo na aula, direcione os alunos à caixa, dando-lhes um objetivo, por ex.: encontrar textos que tragam informações sobre algo; encontrar textos de cunho pessoal; encontrar textos argumentativos etc. Depois de identificar os textos, os alunos ganham um tempo para lê-los e em seguida relatam para um colega o conteúdo da leitura. 

3. Literatura de Cordel

O objetivo dessa atividade é dar ao aluno a possibilidade de escolha. Cada aluno deverá selecionar um livro de ficção de sua preferência. O aluno deverá selecionar seus trechos preferidos e fotocopiar as páginas. Cada um terá seu varal, onde irá fixar os trechos com prendedores.

Selecione 10 alunos por dia para expor o varal, enquanto que os outros passam por eles ouvindo sobre as obras e os trechos selecionados pelos colegas. Cada apresentador deverá ter um cartãozinho com as referências da obra para dar aos interessados em lê-la. 

4. Feira do Livro

A ideia aqui não é convidar livrarias e autores para expor obras, embora essa também seja uma ótima ideia, mas montar uma feira de obras criadas pelos próprios alunos. Com o Book Lab, por exemplo, o aluno pode criar uma obra completa e receber a versão impressa como um livro de verdade.

Cada aluno poderá criar o seu e participar de uma noite de autógrafos. É bacana convidar os alunos-autores para ler um trechinho da sua obra em um púlpito na biblioteca da escola, como em lançamentos de livros de verdade. Quer ir além? Tente alugar um espaço em uma livraria local para esse evento!

5. Clube do Livro

Selecione um livro por mês e promova um Clube onde os alunos sentarão em almofadas, terão lanchinhos e debaterão sobre a obra. Cada um pode ficar com uma parte (um grupo falará dos personagens, outro do enredo e assim por diante). A ideia é oferecer uma experiência dinâmica, divertida e relaxada. Por isso é importante que o ambiente seja bem selecionado e decorado para criar esse clima.

6. Teatro de Bonecos

Uma atividade muito prática de se fazer é um teatro de bonecos. Cada grupo ficará responsável por apresentar uma obra, criando os bonecos e encenando-a

7. Livro Virtual

Assim como na Feira do Livro, cada aluno criará uma obra virtual para apresentar. É importante que essa atividade venha acompanhada de uma reflexão sobre o papel do livro físico e do virtual na vida do leitor e no mundo, sobre o cenário atual e o futuro da leitura, e sobre o papel da tecnologia em nossas vidas. Assim, a atividade de leitura também desenvolverá o letramento digital do aluno.

8. Visita a um jornal

Embora a maioria das notícias sejam lidas online atualmente, o processo de criação da matéria continua o mesmo. Então, que tal programar uma visita ao jornal local para os alunos entrevistarem jornalistas e compreenderem o processo de pesquisa, investigação e publicação do que leem?

Discussões importantes que devem permear esse momento: qual é o papel da imprensa no mundo? Como saber se uma fonte é confiável? O que a liberdade de imprensa diz sobre um país? Quais são as diferenças de ler um jornal impresso e um online?

9. Monólogo dramatizado

No passado com os diários e atualmente com páginas de redes sociais e blogs, as pessoas sempre sentiram a necessidade de registar seus sentimentos e experiências.

Os alunos podem ficar encarregados tanto de escrever as suas e as apresentar como um monólogo ou dramatizar textos famosos como o Diário de Anne Frank ou o Humans of New York, no caso de escolas bilíngues (esse também pode servir de inspiração para os alunos criarem os seus).

10. Autofalantes da escola

Você já visitou ou ouviu falar da Casapueblo, no Uruguai? Ela foi a casa do artista Carlos Páez Vilaró, que a criou segundo seu desejo. Ela é, na verdade, uma grande escultura do artista. Às terças-feiras, a casa realiza a Cerimônia do Sol, na qual um texto do artista é lido através dos autofalantes da casa com a própria voz do artista ao pôr-do-sol.

O evento ao vivo é de arrepiar, e não há quem não saia de lá querendo ler mais coisas dele. Usando a Casapueblo como inspiração, a escola poderá buscar no YouTube® grandes escritores e rodar em seus autofalantes um trecho do autor lendo sua obra.

Pelos corredores, pode-se pendurar uma minibiografia e sugestões de leitura. Pessoas importantes como Malala Yousafzai, Martin Luther King Jr. e Helen Keller também podem ter suas mensagens reproduzidas e sua obra estudada.

11. Clube de Leitura Online

Com o avanço da tecnologia, é possível criar clubes de leitura virtuais. Com a simples utilização de dispositivos conectados à internet, os alunos têm a oportunidade não apenas de explorar novos horizontes literários, mas também de se conectarem com colegas e autores de todo o mundo.

A capacidade de discutir um livro com amigos virtualmente, compartilhar opiniões e até mesmo conversar diretamente com o autor por meio de videoconferências é uma experiência que transcende as fronteiras físicas e cria uma nova dimensão de aprendizado e comunidade literária.

O Clube de Leitura Online é uma janela para um mundo de possibilidades literárias e uma oportunidade única de promover a leitura de maneira envolvente e moderna.

12. Entrevistas com Autores

Imagine a empolgação que percorre uma sala de aula quando um autor, cujas palavras eles têm lido e admirado, entra pela porta. Essas visitas de autores à escola transcendem a mera apreciação literária. Elas transformam a literatura em algo palpável e acessível, aproximando os alunos de um mundo de inspiração e possibilidades.

Durante esses encontros, os estudantes não apenas podem ouvir sobre os bastidores da criação literária, mas também têm a chance de fazer perguntas diretamente ao autor, mergulhando profundamente no processo criativo e ganhando insights exclusivos sobre o universo da escrita.

Essas experiências raras não apenas incentivam a leitura, mas também fomentam a imaginação e a ambição, inspirando jovens escritores em potencial a buscarem seus próprios sonhos literários.

13. Jornal Escolar

A experiência de ver suas próprias palavras impressas nas páginas de um jornal transforma a escrita em algo tangível e poderoso, capacitando os estudantes a se tornarem comunicadores habilidosos e críticos sociais conscientes.

Ao criarem artigos sobre eventos escolares, resenhas de livros e reportagens sobre questões locais, os alunos não apenas desenvolvem suas habilidades de escrita e edição, mas também se tornam contadores de histórias ativos em sua comunidade. Eles aprendem a investigar, entrevistar e apresentar informações de maneira precisa e envolvente, construindo, assim, uma base sólida para a alfabetização midiática e o pensamento crítico.

O jornal escolar não é apenas um veículo de comunicação, mas uma plataforma que permite aos estudantes amplificar suas vozes, compartilhar perspectivas únicas e promover um ambiente escolar mais inclusivo e informado.

Campanha de incentivo à leitura na escola: Expandindo Horizontes Literários, Integrando Saberes e Empoderando Leitores

Promover uma Campanha de Incentivo à Leitura na escola é um passo vital para ampliar horizontes literários, enriquecer o processo educativo e empoderar os alunos. Uma das abordagens mais inovadoras é a exploração da diversidade literária, que vai além da simples leitura, buscando incorporar livros de autores com distintas origens culturais, gêneros e identidades étnicas. Essa diversidade não apenas enriquece a experiência de leitura, mas também desempenha um papel fundamental na construção da compreensão do mundo pelos alunos, promovendo valores de empatia e inclusão, ao mesmo tempo que os convida a descobrir perspectivas únicas que transcendem fronteiras culturais.

Outra abordagem impactante é a integração da leitura como uma ferramenta interdisciplinar de aprendizado. Em vez de ser vista como uma atividade isolada, a leitura é reconhecida como uma poderosa aliada em disciplinas como história, ciências e matemática. Os alunos têm a oportunidade de mergulhar em textos científicos para compreender conceitos complexos ou explorar obras de ficção histórica para vivenciar eventos do passado de maneira mais vívida. Essa integração eficaz da leitura amplia a relevância do conteúdo estudado, tornando-o mais envolvente e significativo, e, ao mesmo tempo, fortalece as habilidades de leitura crítica e compreensão textual dos alunos.

Além disso, promover a autonomia na escolha de leituras é fundamental para o desenvolvimento de leitores autônomos. Os professores podem criar oportunidades regulares para que os alunos escolham livros de acordo com seus interesses e níveis de leitura. Essa abordagem não apenas aumenta a motivação para a leitura, mas também demonstra um profundo respeito pela individualidade de cada aluno, reconhecendo que todos têm gostos e preferências diferentes quando se trata de literatura. Empoderar os alunos para que sejam os protagonistas de sua própria jornada literária é um passo importante em direção à formação de leitores apaixonados e críticos, que continuarão a buscar o conhecimento e o prazer por toda a vida.

O Poder Transformador da Leitura na Escola: Por que o incentivo?

A importância da leitura na sala de aula é indiscutível e vai muito além da aquisição de conhecimento. Ela é a ferramenta que instiga a curiosidade, alimenta a imaginação e constrói a base para o sucesso acadêmico e pessoal dos alunos. Ao mergulharem em diferentes gêneros literários, os estudantes expandem seus horizontes, desenvolvem empatia ao se colocarem no lugar de personagens diversos e vivenciam aventuras inesquecíveis sem sair da sala de aula.

Além disso, a leitura é uma ponte para a reflexão crítica. Quando os alunos se deparam com ideias desafiadoras e complexas nos textos que leem, são incentivados a pensar criticamente, questionar preconceitos e desenvolver opiniões fundamentadas. Eles aprendem a analisar argumentos, aprofundar seu entendimento sobre uma variedade de tópicos e, consequentemente, aprimorar suas habilidades de resolução de problemas. A leitura é um convite para o diálogo e a discussão, tornando a sala de aula um espaço dinâmico onde as ideias são debatidas e a aprendizagem é amplificada.

A leitura na sala de aula contribui para a formação de cidadãos informados e engajados. Ao compreenderem questões sociais, políticas e culturais por meio da leitura, os alunos se tornam participantes ativos na sociedade. Eles são capazes de discernir informações confiáveis de fontes questionáveis, tomar decisões informadas e contribuir para um mundo mais justo e igualitário.

Fique por dentro dos principais assuntos da educação!

Assine nossa newsletter!

Compartilhe esse texto!
Avatar de Edify Education
Edify Education

O Edify Education está presente em centenas de escolas em todo o Brasil. Com a missão de proporcionar uma educação bilíngue de alta qualidade para todos, nascemos para promover evoluções reais, que refletem no protagonismo de cada aluno na própria jornada de aprendizagem. Nossas soluções nos levou a ganhar vários prêmios, como o 3° lugar no prêmio de votação popular Top Educação 2021 e o 1º lugar no ELTons Innovation Awards.

Veja textos relacionados:

curadoria_bett_brasil

Bett Brasil: tudo o que você precisa saber

Vamos mergulhar nos principais assuntos discutidos durante a Bett Brasil 2024, a maior feira de educação e tecnologia da América Latina. Aqui, apresentaremos um resumo do e-book produzido pelos especialistas do Edify, sendo uma referência…

ingles_para_criancas

Inglês para crianças: transforme o tempo de tela em aprendizado real com o Edify Play!

No mundo atual, em que a tecnologia se tornou uma parte intrínseca da vida diária, é fundamental encontrar maneiras de integrar o aprendizado às atividades digitais das crianças. No entanto, encontrar plataformas que não apenas…

Conte-nos o que achou sobre o texto!

Deixe um comentário

Seu contato não será exibido!