Saltar para o conteúdo
Aprendemos a dar aula na licenciatura

Avaliação da aprendizagem: discussões na conferência “New Directions Colômbia 2021”

A segunda edição da conferência em avaliação da aprendizagem na América Latina “New Directions Colombia 2021”, organizada pelo British Council, foi realizada entre 1 e 3 de julho em formato online.

As discussões sobre tendências e movimentos atuais destacaram a correlação entre currículo, ensino e avaliação da aprendizagem. Ainda mais, foi discutido a inclusão do componente de língua estrangeira no PISA 2025, iniciativas em avaliação da oralidade de aprendizes em larga escala e a relevância do letramento em avaliação para professores de línguas.

Sendo assim, continue a leitura e saiba o que foi discutido sobre avaliação na conferência “New Directions Colômbia 2021”. Confira agora!

Saiba mais sobre os programas Edify!

Qual é o papel da avaliação em um sistema de aprendizagem?

Na plenária inaugural, Barry O’Sullivan expandiu o tema “avaliação localizada”, abordado na edição anterior. O pesquisador pontuou a importância de considerarmos o contexto local de uso em primeiro lugar, e então adaptarmos práticas e princípios de avaliação para o mesmo.

Portanto, os instrumentos avaliativos utilizados devem estar sempre alinhados com os objetivos de aprendizagem e fazer sentido para as diferentes esferas do público alvo.

O’Sullivan apresentou o seu construto teórico “The Comprehensive Learning System”, onde a avaliação é considerada um elemento essencial na construção de um sistema de aprendizagem, assim como o currículo e os constituintes de entrega. Dessa forma, a avaliação é vista como parte integrante no desenvolvimento deste modelo e não periférica.

Qual é a motivação para a inclusão do componente de língua estrangeira no PISA 2025?

O PISA tem um grande impacto em mudanças educacionais, curriculares e metodológicas. Afinal, os países utilizam seus insumos para revisar seus programas, práticas e instrumentos avaliativos.

Logo, a plenária de Andreas Schleicher, representante do PISA, focou na edição de 2025, que incluirá o componente FLA (Foreign Language Assessment). Essa inserção baseia-se no fato de que uma língua estrangeira ajuda indivíduos a entenderem diferentes visões de mundo, formas de pensamento e outras culturas. O inglês foi escolhido por ser a língua com a maior abrangência em instituições de ensino. 

Nesse sentido, o Pisa 2025 avaliará as competências de compreensão leitora, compreensão auditiva e expressão oral em inglês. O formato e conteúdos do componente de oralidade ainda estão em fase de desenvolvimento, mas entende-se que os alunos utilizarão ferramentas digitais.

Como se pode avaliar a oralidade de aprendizes em larga escala?

Na mesa redonda sobre o tema, representantes da América Latina, Ásia e Europa descreveram projetos em andamento. Na China, alunos já fazem provas orais em duplas, de forma síncrona e assíncrona nas escolas. Além disso, a pesquisadora Jin Yan reforçou a importância da capacitação e calibragem de examinadores orais. 

Em alguns países da América Latina, utilizam-se provas orais digitais, desenvolvidas em parceria com o British Council. Outros países adotam o APTIS, como verificador do nível linguístico dos alunos, na transição entre o ensino médio e a universidade. 

No Brasil, a linguista Gladys Quevedo-Camargo (Universidade de Brasília) destacou as dificuldades para a implementação de provas orais em grande escala nas escolas brasileiras:

  • ensino não necessariamente focado em oralidade;
  • nível de proficiência de professores de inglês;
  • falta de recursos.

No Edify, já avaliamos a produção oral de nossos alunos ao atingirem os níveis de proficiência CEFR A1-A2-B1-B2. Nossas provas digitais de mensuração de aprendizado incluem atividades com captação de voz, na nossa plataforma online.

Qual é a importância do letramento em avaliação da aprendizagem de línguas?

Para que professores possam guiar seus alunos em sua evolução linguística e acadêmica, é essencial que escolham ou desenvolvam instrumentos avaliativos adequados aos objetivos de aprendizagem e que utilizem resultados e evidências como insumos para ações de desenvolvimento.

O letramento em avaliação de línguas engloba (Fulcher, 2012, p.125):

  1. Conhecimentos, competências e habilidades necessárias para a elaboração ou análise crítica de exames padronizados ou instrumentos avaliativos para a sala de aula;
  2.  Familiaridade com processos avaliativos, consciência dos princípios norteadores de práticas em avaliação; 
  3. Habilidade de situar esses conhecimentos dentro de perspectivas históricas, sociais, políticas e filosóficas;
  4. Entendimento do papel e do impacto da avaliação na sociedade, em instituições e no indivíduo. 

Thom Kiddle (NILE) mediou a mesa redonda sobre o tema, com a participação da presidente da organização LAALTA, pesquisadores internacionais e Alberto Costa (Cambridge Assessment English). Dessa forma, eles discorreram sobre a relevância e os desafios do letramento em avaliação de línguas e ressaltaram a necessidade de apoiar professores em fases iniciais de desenvolvimento profissional.

Em outra palestra, a pesquisadora Gladys Quevedo Camargo apresentou o projeto de investigação sobre o grau de letramento em avaliação de professores brasileiros de inglês, em conjunto com a associação LAALTA. A pesquisa inclui perguntas sobre conhecimentos acerca do aprendizado de segunda língua, habilidades de linguagem, níveis de proficiência, propósitos e formatos de avaliação, entre outros itens.

No Edify, o departamento de Mensuração de Aprendizado vem elaborando um projeto de Letramento em Avaliação para os seus professores, em conjunto com a área de Learning & Development.

Por fim, esses foram os principais assuntos sobre avaliação da aprendizagem discutidos na conferência “New Directions Colômbia 2021”. Saiba mais sobre as tendências educacionais para a próxima década!

Converse com um dos nossos consultores!

Autor: Cristiane Corsetti

Referências bibliográficas:

FULCHER, Glenn. Assessment literacy for the language classroom. Language Assessment Quarterly, v. 9, n. 2, p. 113-132, 2012.

O’Sullivan, Barry. The Comprehensive Learning System. British Council, 2020. Disponível em: <https://www.britishcouncil.org/sites/default/files/cls_bcps1_bos_30-09-2020_final.pdf> Acesso em: 1 de julho de 2021.

QUEVEDO-CAMARGO,Gladys; SCARAMUCCI, Matilde. O conceito de letramento em avaliação de línguas: origem de relevância para o contexto brasileiro. Linguagem: Estudos E Pesquisas, 22(1), 2018. Disponível em: <https://www.researchgate.net/publication/327194920_O_CONCEITO_DE_LETRAMENTO_EM
_AVALIACAO_DE_LINGUAS_ORIGEM_DE_RELEVANCIA_PARA_O_CONTEXTO_BRASILEIRO> Acesso em: 17 de maio de 2021.
Compartilhe esse texto!
Avatar de Edify Education
Edify Education

O Edify Education está presente em centenas de escolas em todo o Brasil. Com a missão de proporcionar uma educação bilíngue de alta qualidade para todos, nascemos para promover evoluções reais, que refletem no protagonismo de cada aluno na própria jornada de aprendizagem. Nossas soluções nos levou a ganhar vários prêmios, como o 3° lugar no prêmio de votação popular Top Educação 2021 e o 1º lugar no ELTons Innovation Awards.

Veja textos relacionados:

dia_internacional_das_mulheres

Dia Internacional das Mulheres: 8 Ideias Para as Aulas de Inglês

O Dia Internacional das Mulheres é uma celebração global que reconhece as conquistas e a luta contínua das mulheres por igualdade de direitos e oportunidades. Essa data, comemorada em 8 de março, oferece uma oportunidade…

projeto_bilingue

Projeto Bilíngue: O que é e como funciona?

Com a globalização cada vez mais presente em nossas vidas, a importância do aprendizado de línguas estrangeiras tem se destacado no cenário educacional. Nesse contexto, o projeto bilíngue tem se tornado uma abordagem popular para…

Conte-nos o que achou sobre o texto!

Deixe um comentário

Seu contato não será exibido!